Seguir o blog

sexta-feira, 15 de maio de 2009

POR UM MUNDO MELHOR

A senadora acreana de Breu Velho Marina Silva, ex-ministra demitida do Meio Ambiente, foi aplaudida hoje de pé por longos minutos no auditório do SESC Consolação, durante o seminário que anunciou as bases para a construção do IRBEM – Indicadores de Referência de Bem-Estar do Município. IRBEM é uma criação do Movimento Nossa São Paulo, que tem à frente pessoas como o empresário Oded Grajew e o diretor regional do SESC, Danilo Miranda. Marina falou, dentre muitas coisas, da necessidade de se distribuir responsabilidades fora do governo e também da necessidade de lutarmos pela preservação do planeta, que está aos cacos; da loucura do desmatamento irresponsável e dos escusos interesses capitalistas. Ela emocionou a platéia ao falar um pouco a respeito de suas origens de brasileira pobre e analfabeta, até os 16 anos de idade. Ao lado dela, estiveram os professores da Universidade de São Paulo, USP, José Eli da Veiga, Ladislaw Dawbor e Mário Sérgio Cortella, além de uma representante da Organização das Nações Unidas, ONU, para assuntos de felicidade: a norte-americana Susan Andrews, do FIB (Felicidade Interna Bruta). Veiga disse que se todos quiserem tudo pode mudar. Isto é, que poderemos ter um mundo melhor... Mais adiante, lembrou da confusão que geralmente se faz entre desenvolvimento e crescimento econômico. E atacou: “O PIB é primário e obsoleto”. Antes de informar que o PIB (Produto Interno Bruto) está sendo reformado, ele citou um filme e brincou, arrancando risadas: “O IDH dorme com o inimigo”. IDH é como é chamado o Índice de Desenvolvimento Humano que mede os graus de riqueza, educação e esperança média de vida de um país, criado em 1990 pelo paquistanês Mahbub ul Haq e adotado pela ONU três anos depois. Dawbor, ao fazer referência ao PIB, lembrou de uma frase: “Crescer por crescer é a filosofia das cédulas cancerosas”. Sim, é preciso que alguém sopre isso aos ouvidos de Lula. A representante da ONU disse que o seu povo está mais infeliz do que nunca. Sim, entre outras infelicidades, os Estados Unidos têm hoje o maior índice de pessoas presas, na cadeia. Cortella, profissional da palavra, encantou o público com frases curtas e objetivas. Encerrou lembrando que ninguém vive só, que o ser humano nasceu para voar, isto é: um tem que somar com a asa do outro. Perfeito. Mas não posso deixar de dizer: Marina Silva é mulher de verdade. Fantástica! /// Ah! Acho que no seminário faltou alguém discorrer sobre a questão Educação/Cultura. Sem isso, nenhum país vai longe. /// Um bom fim de semana a todos.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS