Seguir o blog

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

ROBERTO ESTÁ LONGE DE HERMETO PASCOAL

Ontem eu disse que mestre Hermeto, num gesto impressionantemente lúcido e verdadeiro, pioneiro, disponibilizou para músicos do Brasil e do planeta que tanto judiamos, que é este, o nosso, Terra, toda a sua discografia para regravação em CD, gratuitamente, sem burocracia e perreps.
Isso, já há um ano a se completar no próximo dia 17.
Aliás, devo dizer para tristeza funda que não li notícia a respeito em jornal nenhum, em revista nenhuma, e nem ouvi no rádio e tampouco na tevezinha de bomba notícia alguma sobre tão importante acontecimento.
Por que, hein?
Mereceria digo eu como jornalista de tempos de ontem, manchetes esse gesto fantástico desse grande brasileiro Hermeto Pascoal, da terra dos marechais.
Hermeto é tempestade ou chuva que chove ao contrário quando de necessidade. E necessidade se faz agora nestes tempos bicudos, onde o ter se sobrepõe descaradamente ao ser.
E preciso ter coragem para viver.
Hermeto tem.
Curiosamente Roberto Carlos, o rei dos jovens de ontem disponibilizou na Internet hoje, há poucas horas, e pela primeira vez, uma música de sua autoria em formato digital: A Mulher que eu Amo, tema da novela Viver a Vida, da Plim, plim.
E o que isso quer dizer?
Bem, pouca coisa.
A novidade é o “disponibilizar”.
Na verdade ele, Roberto, está usando a Internet como simples meio, mídia, para vender mais sua música; e não disponibilizar no sentido democrático.
Mais uma vez, portanto, é de se tirar o chapéu para mestre Hermeto.
Roberto contabiliza dinheiro.
Hermeto contabiliza carinho, respeito, amor, solidariedade, incentivo aos que vêm. E dar exemplo de cidadania a todos nós. Mostra, assim, que a arte é o meio para integração de uma gente, no sentido mais natural.
Arte é dádiva, é isso o que ele quer nos dizer.
Viva Hermeto!
Aliás, a respeito do texto de ontem tenho recebido uma pá, como se diz, de falas sobre. Do Piauí, precisamente de Terezinha, o professor Wilson Seraine manda via meu e-mail: “Que grande exemplo, Assis, o do Hermeto”.
O Olivinho, sanfoneiro Olívio Filho, pelo mesmo meio manda: “Hermeto é mesmo o nosso mestre e guru, não só na música, mas na arte de levar essa vida que todos sabem é uma passagem... Por essa e outras é que ele é o meu ídolo”.
..................................
TV CULTURA: MOSAICOS
Da coleguinha Deborah Morabia, da TV Cultura, recebo release dando conta de que a série Mosaicos Musicais dará amostras de D. Ivone Lara e Aracy de Almeida sendo interpretadas por Nei Lopes, Délcio Carvalho, Bernadete, Dona Inah, Paulinho da Viola, Juliana Amaral e o grupo Revista do Samba, no dia 27 de outubro, a partir das 00h10, na TV Cultura. Detalhes pelo telefone 2182.3465.
..............................
TOM ZÉ
O meu amigo, parceiro musical e conterrâneo paraibano Jarbas Mariz manda dizer que o novo filme de Tom Zé, Astronauta Libertado, estréia amanhã 24, às 19h20, no Cine SESC, à Rua Augusta, 2075, como uma das grandes atrações da 33ª Mostra Inter5nacional de Cinema de São Paulo.
Viva Tom!
.........................
SOBRE AS ÁGUAS
Poxa, agora é que me dei conta: eu ia escrever sobre um monge budista que está se vciando a correr sobre águas, usando apenas conhecimentos baseados nas artes marciais chinesas. Ele conseguiu, hoje, percorrer 18 metros em um reservatório em Quanzhou, na província de Fujian, China. A ontinuar assim, acabará voando sem asas. VAi ver, não bebe nenhum pingo de cana das bandaas mineiras.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS