Seguir o blog

domingo, 24 de janeiro de 2010

DECLARAÇÃO DE AMOR A SÃO PAULO

A cidade que me adotou no início da segunda metade de 1976, completará amanhã 456 de fundação. Fez-me essa efeméride escrever o texto em versos que a peciência do paulistaníssimo Osvaldinho da Cuíca, meu amigo e parceiro bissexto, me acompanhar enquanto num estúdio da Freguesia do Ó, na zona Oeste, eu produzia um disco a que intitulei São Paulo Esquina do Mundo, que a SPTuris lançou encartado no livro São Paulo Minha Cidade, após um belo concerto para convidados especiais na Sala São Paulo, no dia 2 de abril de 2008. As 15 faixas que formam esse disco podem ser ouvidas no site www.saopaulominhacidade.com.br
Através desse mesmo site, o livro também pode ser lido.

São Paulo da Rapaziada do Brás
São Paulo dos passeios, das charretes
São Paulo dos segredos e mistérios do Pátio do Colégio e do Mosteiro de São Bento
São Paulo das zoadas, rezas e silêncios; dos sambas e batuques dos negros forros...
São Paulo-babel de todas as cores, sotaques e culturas que se expressam nas falas e gestos
São Paulo do Butantã e das cobras e lagartos do poeta Vanzolini
São Paulo de Nóbrega e Anchieta; de Tibiriçá e Bartira; de João Ramalho e Borba Gato...
São Paulo do Patriarca, Bom Retiro, Itaquera, Itaim
São Paulo da Fiesp, Bovespa e mais-valia; do cansaço, da correria...
Ah, São Paulo!
Bela e infinita...
Deusa, Deus, rainha do pobre e do rico
São Paulo do Solar da Marquesa, do Largo de São Francisco, do Masp, USP e dos mirantes a se perder de vista
São Paulo dos heróis sem berço e dos profetas e loucos do marco zero da Sé
São Paulo dos anjos tortos, caídos, perdidos no breu da noite
São Paulo das trevas, cortiços e favelas
São Paulo dos lampiões, dos bondes camarão e da garoa fina, finda
São Paulo guerreira, das entradas e bandeiras
Ah, São Paulo!
Menina-mulher pura e pecadora, durona e conciliadora.
Esfinge à frente do próprio tempo!
No teu leito de vida e morte, São Paulo, mão e contramão se chocam contra o irreal e a razão...
Palitos de aço e concreto te ferem o céu do teu pulmão, que chora poeira, óleo e carvão...
São Paulo, São Paulo...
Em ti, por ti, joões e marias se atiram às cegas na eterna luta pela vida, e ao fim e em uníssono, de todas as formas, todos dizem:
– Te amo!

ANIVERSÁRIO DE SÃO PAULO
É enorme a programação comemorativa ao aniversário da cidade. e a do tempo também.
Pois é. São Paulo é assim: num só dia, todas as cinco estações. Isto é: primavera, verão, outono, inverno e chuvas.

CORINTHIANS

O mais paulistano dos times brasileiros continua ganhando.

Um comentário:

Marco Antonio Zanfra disse...

Pois eu continuo amando São Paulo... mas aqui de Florianópolis.

POSTAGENS MAIS VISTAS