Seguir o blog

domingo, 12 de setembro de 2010

GERALDO PEDROSA DE ARAÚJO DIAS, 75

Ontem, como prometi, estive em Bragança Paulista a hora e meia de Sampa assistindo mais um belo espetáculo do cantor e instrumentista baiano Xangai no Galpão Busca a Vida, onde constatei, mais uma vez, que o público é uma coisa doida e esquisita, que grita, que berra, ulula e bate palmas fora do tempo.
Um horror.
Educação nessa gente!
Xangai, sabem os bons ouvidos, é um intérprete irrepreensível que conhece a fundo todos os seus recursos vocais, que os usa de mil maneiras.
Está de parabéns.
..............
IRREGULAR
No início desta noite estive no Auditório Ibirapuera, assistindo a gravação de um DVD do autointitulado roqueiro do mato Zé Geraldo. O show teve a participação dos excepcionais Xangai e Geraldo Azevedo, entre outros artistas.
Dessa vez o público foi outro, mesmo batendo palmas desencontradas.
Detalhe: o show bambeou no campo do irregular.
Aguardemos a edição...
........................
ANIVERSÁRIO
O paraibano de João Pessoa Geraldo Pedrosa de Araújo Dias, em arte Geraldo Vandré, cantor e compositor de renome nacional, e internacional, autor de pérolas como Fica Mal com Deus, completou hoje 75 anos de idade cheio de saúde e com a voz ainda tinindo. Vez ou outra, porém, ele reclama de cansaço e da mudança repentina do tempo da cidade de São Paulo, que adotou nos inícios dos anos de 1960.
Muita gente ainda pergunta por onde ele anda e o que faz.
Ele anda por aí, exercitando a arte da composição.
Por iniciativa própria, suspendeu suas atividades artísticas em dezembro de 1968, embora ainda haja quem ache que reavaliará a decisão e retomará ao palco, pelo menos uma vez.
Esperemos.
E parabéns, Geraldo!
Milhões de tudo de bom procê.

2 comentários:

Roberto Marino disse...

Ah!!!, o público, realmente é cruel o que fazem com os artistas e com o espetáculo.

Porém, levando em consideração que as palmas surgiram da demonstração de que as mãos estavam vazias e o espetáculo não seria apedrejado em Roma, até que as coisas melhoraram um pouco!!!

Forte abraço, meu professor.

Roberto Marino, 14/09/2010.

Roberto Marino disse...

Ah!!!, o público, realmente é cruel o que fazem com os artistas e com o espetáculo.

Porém, levando em consideração que as palmas surgiram da demonstração de que as mãos estavam vazias e o espetáculo não seria apedrejado em Roma, até que as coisas melhoraram um pouco!!!

Forte abraço, meu professor.

Roberto Marino, 14/09/2010.

POSTAGENS MAIS VISTAS