Seguir o blog

quinta-feira, 28 de julho de 2011

SÉRGIO RICARDO QUER DISCUTIR BRASIL

Sérgio Ricardo, que na pia batismal ganhou o nome de João Lutfi, é da safra de 1932.
Sérgio, que viria a se tornar uma das mais expressivas vozes da música brasileira, nasceu em Marília, interior de São Paulo, poucos dias antes de ser deflagrada a Revolução Constitucionalista no centro da capital paulista.
Os objetivos dessa revolução eram dois: derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e fazer o Congresso aprovar uma nova Carta.
O primeiro objetivo não foi alcançado.
O segundo foi concretizado em 1934, com Getúlio no poder.
Mas essa é outra história.
Sérgio Ricardo, de formação musical erudita, é um artista completo: ele canta, compõe,toca violão e piano.
É também ator, roteirista e diretor de cinema.
O seu primeiro filme, o curta de 35mm O Menino da Calça Branca, foi rodado em 1961, no auge da bossa nova, e ganhou o 2º lugar num festival realizado em San Francisco, nos Estados Unidos, em 1962, ano do longa O Pagador de Promessa, de Anselmo Duarte, que ficou em 1º, em Cannes
A Noite do Espantalho é, provavelmente, seu filme mais famoso, de 1974.
Tem muitas músicas gravadas e filmes rodados.
É dele a trilha de Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha, feita em 1964.
Sempre agitado, ele não para.
Agora está lançando um movimento a que dá o nome de Grupo de Resistência aos Impedimentos no Terreno das Artes, Grito.
Sérgio (foto) é o meu convidado especial hoje no programa O Brasil ta na Moda, que, quem me acompanha neste espaço sabe, apresento todos os dias a partir das 14 horas na Rádio Trianon AM 740, que fica ali na avenida Paulista, 900.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS