Seguir o blog

domingo, 18 de setembro de 2011

JOSÉ ALVES SOBRINHO É AGORA ESTRELA NO CÉU

Morreu ontem em Campina Grande, na Paraíba, aos 90 anos de idade, um dos mais sérios e necessários estudiosos da cultura popular brasileira, José Alves Sobrinho; que na juventude se fazia respeitar como poeta improvisador de grande talento, que exibia ao som de viola.

Nos fins dos anos de 1960, Sobrinho abandonou os ambientes de cantoria depois de perder a voz, nos fins dos anos de 1960.
Ele deixou vários livros publicados, mas o principal foi o Dicionário Bio-Bibliográfico de Repentistas e Poetas de Bancada, escrito a quatro mãos com outro craque do ramo: Átila Augusto F. de Almeida, já falecido.
Esse dicionário, em dois volumes, foi lançado pela Editora Universitária de João Pessoa, em parceria com o Centro de Ciências e Tecnologia de Campina Grande, em 1978.
Em 2009, José Alves Sobrinho foi alvo de pesquisa para tese da professora convidada da Universidade Estadual da Paraíba Joseilda de Souza Diniz, orientada especialista francesa Ria Lamaire, da Universidade de Poitiers.
Ano passado essa tese, Um Poeta Entre Dois Mundos, foi escolhida para publicação pelo Edital Prêmio Mais Cultura de Literatura de Cordel, edição Patativa do Assaré.



Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS