Seguir o blog

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

OSVALDINHO DA CUÍCA ARRASOU NO SESC

Foi um espetáculo bonito o de hoje à noite no Sesc Santana, com os meninos da Comunidade Samba da Vela. Platéia lotada, bonita, com todo mundo cantando o repertório do grupo de Santo Amaro.
Durou quase uma hora a mais do tempo previsto, e pelo gosto do público o grupo estaria tocando e cantando até agora.
Músicas fáceis de serem assimiladas pela memória, refrões idem como o partido alto Maria Não Volta Mais, de Nino Miau e Chapinha.
Chapinha, cearense em Sampa há 38 anos, é um dos fundadores do grupo a mim recomendado por Paulo Vanzolini que já dura mais de dez anos.
O convidado da noite foi mestre Osvaldinho da Cuíca (ao lado, no clic de Darlan Ferreira), amigo e parceiro.
Da Cuíca entrou arrasando, interpretando no instrumento que tem ligação direta com seu coração a toada Asa Branca, que Luiz Gonzaga imortalizou em disco.
E juro!
Eu vi uma pombinha asa-branca sair da cuíca do Osvaldinho.
Claro: me emocionei.
Pois é, mas não vi pela tevê ontem o desfile da Unidos da Tijuca na Sapucai, com o enredo sobre o rei do baião.
Osvaldinho viu e disse:
- Foi uma das coisas (desfile) mais bonitas que vi em toda a minha vida.
E olhem só: o nosso primeiro Cidadão Samba de São Paulo é do tempo de anteontem.
Viva Osvaldinho da Cuíca!

MÁRIO ALBANESE
Depois de amanhã 23, quinta, Mário Albanese será meu convidado especial para um dedo de prosa na Arena da instalação do Roteiro Musical da Cidade de São Paulo, no Sesc Santana. Mário, criador do ritmo musical Jequibau, é um dos maiores artistas do Brasil.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS