Seguir o blog

domingo, 19 de fevereiro de 2012

SIM, EM SAMPA TEM BERÇO DE SAMBA

Quem foi, ganhou.
E muita gente ganhou a noite ontem indo ao Sesc Santana para assistir a irretocável apresentaçã do grupo Berço do Samba de São Mateus (ao lado, no clic de Darlan Ferreira), formado por percussão, cordas e metais. No repertório, pérolas dos paulistanos Paulo Vanzolini e Eduardo Gudin; e também do alagoano Jorge Costa e do paulista de São Carlos do Pinhal Octavio Henrique de Oliveira, o Blecaute (General da Banda). Três convidadas especiais participaram do espetáculo: Verônica Ferriani, Priscila Amorim e Graça Braga.
Do balaio de Vanzolini saíram Cravo Branco, Praça Clóvis, Amor de Trapo e Farrapo, que o seresteiro Nélson Gonçalves gravou com categoria; Ronda, claro; Volta Por Cima e Mente, essa última resultante de parceria com Gudin e originalmente gravada por Clara Nunes.
Verônica foi um espetáculo à parte: graciosa, simples, bem postada no palco, lembrando um pouco outra bela voz: Cris Aflalo.
Priscila Amorim foi outra grande surpresa, ao lado da arrasadora paulistana Graça Braga, integrante da Comunidade Samba da Vela e agora com CD em homenagem ao cantor e compositor carioca Candeia, desaparecido em 1978.
Graça Braga deu mais vida às composições de Eduardo Gudin.
A obra de Jorge Costa esteve representada por Triste Madrugada e Ladrão Que Entra em Casa de Pobre só Leva Susto, muito bem interpretadas por Priscila Amorim.
Hoje, às 18 horas, tem mais Berço do Samba de São Mateus no Sesc Santana, interpretando obras de Geraldo Filme e Adoniran Barbosa. As convidadas do grupo são as cantoras Celia e Milena.
Programa imperdível.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS