Seguir o blog

sábado, 21 de abril de 2012

ARTISTA JORGE MELLO, DE IMPROVISO NO JÔ

Ao contrário do sertanejo Elomar, eternamente recluso nas barrancas do Rio Gavião, na Bahia, e que detesta a Internet, o cantor, compositor, arranjador e maestro Jorge Mello, também cordelista e repentista autodefinido como trovador eletrônico, do Piauí, começa, aos poucos, a se mostrar com categoria no Youtube, postando entrevistas que ao longo do tempo concedeu a diversos apresentadores de TV, entre os quais Rolando Boldrin, Jô Soares, Ney Galvão, Inezita Barroso e até Jair Rodrigues, o mais que perfeito intérprete da moda de viola Disparada, da dupla Théo-Vandré.
A entrevista que ele deu a Jô, eu lembro bem.
Até uma fita VHS com ela, eu tenho guardada.
Ele quem me deu, à época.
Ainda não havia Internet e nem as facilidades e encantos de um toca DVD, pois também não havia DVD.
Quase todas as perguntas do apresentador, Jorge respondeu em versos, como, aliás, também o faria anos depois o poeta cearense Patativa do Assaré.
No caso de Patativa, pra fazer bonito Jô decorou uma estrofe em sextilhas, acho, e daí não saiu.
Foi ótima a performance de Patativa, toda de improviso, como ótima foi a performance de Jorge Mello, ao Jô.
Jorge deu uma aula de conhecimentos, mostrando o que sabia a respeito do repentismo que herdamos dos portugueses, que herdaram dos mouros...
Vale a pena ver. É só clicar:

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS