Seguir o blog

sábado, 26 de maio de 2012

HÁ 56 ANOS, A TV RECORD TRANSMITIA AO VIVO

Num sábado 26 de maio como este, portanto há exatos 56 anos, a TV Record canal 7 realizava pela primeira vez no País uma retransmissão ao vivo do Rio de Janeiro para São Paulo.
Uma façanha e tanto!
As primeiras imagens foram geradas a partir do Jóquei Clube.
Essa informação se acha no livro Ninguém Faz Sucesso Sozinho, assinado pelo herdeiro e diretor-presidente da Rádio Panamericana, hoje Pan, A. A. A. de Carvalho, o Tuta.
O livro foi levado à praça com a chancela da Escrituras, em 2009.
Organizado e editorialmente coordenado pelo craque do jornalismo nacional José Nêumanne Pinto, que fez coleta de depoimentos de personagens que se movimentam em 400 e tantas páginas com texto final de sua autoria, a obra é sem dúvida importante por conter informações no modo de lembranças de quem de fato viveu os primeiros dias de implantação da TV no Brasil, como o próprio Tuta.
À época, o fato mereceu anúncio em jornal (ao lado, conferir).
A Record foi inaugurada às 20 horas do dia 27 de setembro de 1953, três anos e uma semana depois de a Tupi, do paraibano Assis Chateaubriand, ser fundada.
Antonio Augusto Amaral de Carvalho, Tuta, é paulistano nascido no dia 28 de abril de 1931 e filho mais novo do empresário Paulo Machado de Carvalho.
Dr. Paulo, como era chamado o pai de Tuta, se imortalizou por integrar as equipes de futebol que ganharam a Copa de 1958 e 1962, e por essa razão viru nome do estádio do Pacaembu, na capital paulista.
Tuta começou a trabalhar na Panamericana, depois na TV Record.
Tornou-se empresário de fino faro do rádio e televisão, por isso, por conhecer como poucos os meios de comunicação desde tempos de outrora, é o grande homenageado do 15º Congresso Mega Brasil de Comunicação a se realizar entre os dias 29 e 31 deste mês, no Centro de Convenções Rebouças, com 36 palestras e oito conferências.
Tura recerá o Prêmio Personalidade de Comunicação.
O Congresso Mega Brasil de Comunicação é considerado o maior evento de comunicação corporativa da América Latina, ao qual já compareceram mais de 15 mil profissionais.
Tenho a alegria de dizer uma coisa: que trabalhei na Pan, nos fins dos anos de 1980.
E que foi lá nessa rádio, por telefone, que fiz a última entrevista com o rei do baião, Luiz Gonzaga, cujo centenário de nascimento se completa no próximo dia 13 de dezembro.
Uma tristeza também a dizer: não tenho cópia dessa entrevista.
Para lembrar o grande pernambucano de Exu, clique:
ATENÇÃO!
Não custa lembrar: amanhã é o último dia de visitação à exposição ROTEIRO MUSICAL DA CIDADE DE SÃO PAULO, instalada no Sesc Santana. Através dela, eu conto um pouco a história de Sampa. Cerca de 40 mil pessoas já a visitaram, desde o último dia 25 de janeiro.
Se ainda não foi, vá e depois me conte se valeu a pena ir.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS