Seguir o blog

sábado, 28 de julho de 2012

HOJE É DIA DE LAMPIÃO E BACH

Numa manhã como a de hoje, há 74 anos, soldados da polícia alagoana invadiram o esconderijo de Lampião e o mataram a tiros.
Lampião morreu ao lado da sua companheira, Maria Bonita.
E juntamente com os dois, tombaram também outros nove cangaceiros.
O ataque ocorreu de surpresa na grota de Angico, em Sergipe, sob o comando do tenente João Bezerra.
Há uma versão que dá conta de que Lampião fora envenenado por um dos seus mais fiéis companheiros de bando, Pedro Cândido.
Mas essa é uma versão que não dá para ser levada a sério, como indicam os fatos.
Certa vez entrevistando Ilda Ribeiro de Souza, a Sila de Zé Sereno, ela me disse que o que ocorreu naquela manhã de 28 de julho foi uma chacina, sem tirar nem pôr. As vítimas não tiveram tempo de revidar à altura do ataque que contou com 48 soldados.
“Eu e outros do cangaço, como Criança, Juriti e Dulce, sobrevivemos ao fuzilamento por milagre”, disse.
Noutra ocasião entrevistei dona Mocinha, irmã de Lampião.
E ela disse uma coisa curiosa, ou seja: o irmão não era violento.
Por sua vez, o contrário me disse a filha Expedita Ferreira Nunes: nas poucas vezes que ele ia visitá-la, ela se escondia debaixo da cama.
Clique abaixo para ouvir o que diz dona Mocinha.


BACH
De se lamentar é a morte do compositor Johann Sebastian Bach, ocorrida também num dia 28 de julho; só que em 1750, aos 65 anos. Ele era muito religioso. Na observação do amigo Elomar Figueira Mello, “Bach viveu a vida toda compondo em louvor a Deus”. Vocês conhecem a obra-prima Paixão Segundo São Mateus Mateus?

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS