Seguir o blog

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

SOCORRO LIRA E LUIZ GONZAGA

Vencedora do 23º Prêmio de Música Brasileira este ano como Melhor Cantora, na categoria Regional, Socorro Lira está na praça com um disco muito bem feito: Zé do Norte, 100 Anos (ao lado, reprodução da capa).
Depois de se apresentar há pouco na casa carioca de espetáculos Rival, Socorro continua circulando por várias cidades, entre as quais João Pessoa, Campina Grande, Salvador, Osasco e Teófilo Otoni, em Minas.
Nos espetáculos, ela costuma chamar ao palco pelo menos um artista de cada cidade por onde passa.
No Rio, o escolhido foi o cantor de sambas e forrós Chico Salles.
Socorro Lira é uma das vozes mais belas do Brasil, respeitada por críticos e admirada por uma enorme legião de fãs até do Exterior.
O seu CD anterior a Zé do Norte 100 Anos, de 2010, intitulado Cores do Atlântico, reúne um punhado de cantigas de amigo e foi lançado na Galícia/Espanha e Portugal, com a presença em shows da própria artista que costuma se apresentar na Itália, África e noutros países.
Cantigas de amigo eram como se chamavam as cantigas que as mulheres apaixonadas cantavam para seus pretendentes ou amantes, na Idade Média.
Socorro Lira já gravou ao lado de Elba Ramalho, Cristina Saraiva, Etel Frota, Simone Guimarães, Marinês, Vanja Orico, Chico César, Geraldo Azevedo, Dominguinhos, Vital Farias e até Sivuca, mestre da sanfona brasileira desaparecido em dezembro de 2006.
Ela nasceu no sertão paraibano – Brejo do Cruz –, em 1974, e cresceu ouvindo cantadores de feira e o rei do baião, Luiz Gonzaga.
“Naquele tempo ainda tinha muita coisa bonita para se ouvir no rádio”, ela diz.

FANTÁSTICO
Domingo que vem tem mais Luiz Gonzaga no programa Fantástico. O filme De Pai Pra Filho, de Breno Silveira, será lançado nacionalmente no próximo dia 26. É um filmaço! Clique:
  

Um comentário:

Anônimo disse...

Se o mundo acabar mesmo, podemos dizer que tivemos a felicidade de conhecer nessa vida os colegas que você cita: Oswaldinho do Acordeon, Mario Albanese, a querida Socorro Lira(os quais recebemos no "Programa Celia e Celma" no Canal Rural). Também o grande Geraldo Vandré (que reencontarmos ano passado, quando veio em nossa casa com o Darlan)e aquele que tão merecidamente vem sendo homenageado pelo seu centenário de nascimento e que nos foi apresentado, lá pelos anos 70 pelo compositor Carlos Imperial: Luiz Gonzaga. Sem falar em você Assis Ângelo...
Abraços duplos,
Celia e Celma

POSTAGENS MAIS VISTAS