Seguir o blog

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

MEMORIAL EM TEMPO DE HOMENAGEM

Leio no jornal que o Universo está parando de fabricar estrelas.
O nosso planeta também, em particular o Brasil.
Aliás, não só isso: grandes estrelas estão se apagando e no lugar não surge mais nenhuma.
Há uma semana a se completar amanhã, por exemplo, desaparecia no Rio de Janeiro, aos 104 anos, a estrela Oscar Niemeyer.
Antes de Oscar, muitas outras foram engolidas pelo buraco negro do tempo.
No próximo dia 13 será feita uma dentre várias homenagens ao arquiteto de Brasília e de outros espaços daqui e de mais longe, no foyer do auditório Simon Bolivar do Memorial da América Latina que ele construiu e fez inaugurar em março de 1989.
A homenagem ganhará a forma de uma publicação sobre a sua vida.
Uma exposição de caricaturas será aberta ao público, segundo o presidente do Memorial João Batista de Andrade, que está distribuindo convite (acima) para que compareçamos ao evento.
Coincidência: esse mesmo dia 13 marca o centenário de nascimento do rei do baião Luiz Gonzaga, sobre quem hoje à noite lanço livro.

VERMEER
Hoje, às 19h30, será aberta no Masp uma exposição de obras do pintoro holandês Johannes Vermeer.
As suas obras são lindas.

CINEMA
O polo cinematográfico de Paulínia não morreu, como se anunciou há meses.
Bom, não é?

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS