Seguir o blog

domingo, 24 de fevereiro de 2013

IMPRENSA: INFORMAÇÃO E CONTEÚDO

A fuga de leitores de jornais e revistas tem a ver com falta de conteúdo.
Conteúdo é conteúdo, informação é outra coisa.
Uma publicação bonita, bem diagramada, arejada, ajuda a passar a notícia pra frente, girando o mercado, é claro; mas sem conteúdo, os leitores batem asas e vão se embora.
E é exatamente isso o que está ocorrendo agora, como notam, aflitos, editores de revistas e jornalões do País.
Conteúdo é o que intelectualmente acrescenta ao leitor.
Em 67, o baiano Caetano trilhava a ladeira do tropicalismo cantando para perguntar:

O Sol nas bancas de revista
Me enche de alegria e preguiça
Quem lê tanta notícia?
Eu vou...

Pois é, aí está o X da questão: “Quem lê tanta notícia”?
O desafio é trocar “tanta notícia” por reportagens, entrevistas que contentem o leitor.
Aliás, não podemos esquecer que nos anos 50 a revista O Cruzeiro, da rede Associada, batia nas bancas a casa do milhão.
Para se ter ideia do que isso significa, basta dizer que a Veja, hoje, não chega à metade disso.
A conclusão óbvia, portanto, é que a falta de conteúdo é razão para a fuga dos leitores.
Outra é a falta de interatividade.
Jornalismo globalizado dá nisso.
Por que tanta importância e espaço dados ao noticiário internacional, em detrimento ao noticiário local?
Sinceramente?
Não sei.
Talvez seja do poeta português Fernando Pessoa, ou do romancista russo Tolstói, o ensinamento que diz algo como “Se queres ser universal, cantes (falas ou pintes) a tua aldeia”.
Poesia, arte e canto são vias de ensinamento; e ninguém pensa ou fala por estas plagas de preparar futuros leitores e cidadãos. 
O negócio é negócio, ou seja: ir direto ao bolso do consumidor de notícias, inclusive.
E então?
Mas o filósofo canadense McLuhan um dia previu que viveríamos numa tal de Aldeia Global.
Pois é, aí está ela.
Será que ainda dá pra reverter a questão? 

OS MISERÁVEIS
Assisti ontem ao belíssimo musical Os Miseráveis, que é baseado na obra-prima homônima de Victor Hugo. O experiente Tom Hooper é o diretor. Ainda hoje pode ganhar algumas estatuetas, inclusive de Melhor Ator, Melhor Atriz e melhor um monte de coisas.  

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS