Seguir o blog

sexta-feira, 7 de junho de 2013

COMEÇOU O SÃO JOÃO DE CAMPINA

A festa junina de Campina Grande, no Agreste paraibano, começou hoje com o povo cantando e dançando marchinhas e arrasta-pés, entre outros ritmos. No céu, substituindo os tradicionais balões, uma tonelada de fogos de artifício acaba de ser detonada para alumiar a cidade que terá pelo menos 1,2 mil horas de música, desde hoje e até o próximo dia 7 de julho.
São esperadas cerca de 2 milhões de pessoas de todo canto, para se divertirem ao som de sanfonas e de outros instrumentos.
O arraial do Parque do Povo, que tem uma área a céu aberto de 43,5 mil metros2 e está localizado na região central da cidade, foi aberto com Jairo Madruga levando o público ao delírio ao cantar, como há 30 anos, uma das obras-primas de Luiz Gonzaga e José Fernandes, a marchinha Olha Pro Céu, espécie de hino do período junino do Nordeste, gravado originalmente em disco de 78 rotações por minuto, em 1951.
Flávio José, Capilé e Dorgival Dantas são as atrações musicais de hoje.  
Outras grandes atrações já estão programadas, como Jorge de Altinho, Gilberto Gil, Pinto do Acordeon, Antônio Barros e Ceceu; Targino Gondim, Adelmário Coelho, Elba Ramalho, Fagner, Zé Calixto, Zé Ramalho e Genival Lacerda.
O São João de Campina é chamado de O Maior São João do Mundo.
 
DOLORES DURAN
Um número no calendário aponta hoje, 7, o dia do nascimento da carioca Adileia Silva da Rocha. Compositora e cantora, Adileia adotou o pseudônimo de Dolores Duran para entrar na história. Foi uma das maiores artistas da música brasileira, desaparecida, vítima de infarto, aos 29 anos de idade. Enquanto viveu e cantou, ela encantou todo mundo, incluindo estrangeiros como Charles Aznavour, a quem chamava de Gringo. Frank Sinatra também se rendeu ao seu talento, gravando para o LP Sinatra & Company o samba-canção Por Causa de Você, que recebeu versão de Ray Gilbert e o título de Dont´t Ever go Away (para ouvir, clique http://letras.mus.br/frank-sinatra/dont-ever-go-away-por-causa-de-voce/).
O primeiro LP Dolores, de dez polegadas pela extinta Copacabana, foi Dolores Viaja, de 1955, com repertório internacional; à exceção de Canção da Volta, de Ismael Netto e Antônio Maria, que foi incluída na última das oito faixas do disco. Essa música, Dolores já a havia gravado no formato de 78 RPM.
Viva Dolores!
 
DIÁRIO DE PERNAMBUCO
O Diário de Pernambuco - o mais antigo jornal em circulação da América Latina -, fundado pelo tipógrafo Antonino José de Miranda Falcão, no dia 7 de novembro de 1825, traz hoje uma excelente matéria no suplemento Viver (acima) sobre o CD O Samba do Rei do Baião, que acaba de chegar às lojas via distribuidora Tratore.
A matéria é assinada pelo jornalista Ad Luna.
Leia, clicando http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2013/06/07/internas_viver,443479/gonzagao-da-valsa-do-fado-e-do-samba.shtml

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS