Seguir o blog

segunda-feira, 24 de junho de 2013

SÃO JOÃO SEM GONZAGA E DOMINGUINHOS

O rei do baião Luiz Gonzaga e o seu filho postiço Dominguinhos – ainda internado no Hospital Sírio-Libanês - estão fazendo uma falta danada neste mês de São João, sempre de festa e alegria, e agora de esperança por um Brasil melhor e mais justo com todos.
Pois é, não dá para pensar nos santos juninos sem lembrarmos esses dois grandes artistas da música brasileira; e também do rei do ritmo Jackson do Pandeiro, do rei da embolada Manezinho Araújo, da rainha do xaxado Marinês e da rainha do baião Carmélia Alves, que sempre procuraram espantar os males da vida com grandes e simples textos musicais juninos, dos arrasta-pés às marchinhas.
Em várias regiões do País, como Campina Grande, na Paraíba, e Caruaru, em Pernambuco, o mês continua sendo bastante comemorado.
Percebe-se, porém, que as tradições por lá e noutras cidades estão sendo substituídas por modernagens sem nenhum valor musical ou artístico.
Não custa lembrar que tradição morta é país morto, inclusive que o passado é guia do presente e do futuro.
Pensemos nisso.
Clique aí na linha azul e ouça uma música que eu e Oswaldinho do Acordeon compusemos em homenagem ao Rei do Baião.
http://www.youtube.com/watch?v=daMAjK2MGbo
QUINTETO VIOLADO
Ontem, o grupo vocal-instrumental pernambucano Quinteto Violado - de que tanto Luiz Gonzaga gostava - se apresentou sob uma chuva de aplausos no Parque Dona Lindu, em Recife. Hoje, Dia de São João, o grupo se apresentará às 21 horas no Arraial Central do Jaraguá, em Maceió.
O Quinteto foi fundado em 1970 e logo seria descoberto pelo cantor-compositor Gilberto Gil, que o levaria para a gravação do primeiro LP, na Philips. Isso ocorreu dois anos depois. E já no seu primeiro disco o Quinteto gravaria várias músicas do Rei do Baião, incluindo Asa Branca, abrindo a 1ª das 12 faixas. Detalhe: logo que o LP foi à praça, Luiz Gonzaga deu entrevista dizendo que a interpretação dos meninos do Quinteto era a melhor de todas, até então.
A foto acima foi feita em 1979, durante encontro que resultou numa reportagem que publiquei no extinto suplemento dominical do jornal paulistano Folha de S.Paulo, edição nº 125, de 10 de junho daquele ano.


PASSE LIVRE
Neste momento, a presidente Dilma Rousseff está em reunião no Palácio do Planalto com representantes do Movimento Passe Livre. A ordem aos ministros e técnicos do seu governo é ouvir com atenção e atender os reclames do MPL. O principal ponto em questão é a gratuidade dos transportes públicos.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS