Seguir o blog

segunda-feira, 29 de julho de 2013

VIVA O PAPA! VIVA DOMINGUINHOS!

O frio de ontem, aparentemente tão intenso quanto o de hoje, levou-me a sair de casa para arriscar uns passos bolerais - tortos que fossem - com o fito único de alegrar e esquentar o corpo ali no Clube Piratininga, que fica aqui perto. Tomei umas e puxei Andrea – coitada! - para o sacrifício de dançar comigo no salão, onde um monte de gente oriunda do século passado, como eu, tentava se equilibrar de modo um tanto desajeitado tentando na dança um influenciar o outro, enquanto ritmos indiferentes caiam pelas bordas da pista.
Um horror, na verdade.
Muita salsa, Caribe etc.
Sofri, sofremos.   
Durante mais de duas horas o que se ouviu e dançou foram estilos musicais de péssimo gosto e, pior, mal interpretados por um cantor - que não sei quem - cansado de voz, sem voz, equipado, porém, com uma bateria de coisas gravadas chamadas, grosso modo, de playback, infernizava os nossos ouvidos.
Antes das dez da noite, eu me vi liquidado, arrasado como homem e gente.
E fui-me de volta ao lar, doce lar, com o farol baixo como se diz de onde eu vim, o Nordeste.

PAPA
Francisco nem bem começou o papado, já entrou para a história. Ele consegue dizer o que todos, ou quase todos, querem ouvir. Vida longa a Francisco, meu xará!

ZÉ CUPIDO
O sanfoneiro Zé Cupido, de batismo José Idelmiro Cupido, morreu ontem em Jacareí, SP, depois de três paradas cardíacas em sua casa. Ele era natural do distrito de Quiririm, Taubaté, a cerca de 130 quilômetros da capital paulista.  Zé Cupido extraiu do repertório do ídolo Luiz Gonzaga músicas para dois LPs, que gravou no começo dos anos 1980.  

DOMINGUINHOS
Amanhã fará uma semana que Dominguinhos partiu. E amanhã postaremos um vídeo muito bonito com ele tocando no Projeto Música do Brasil, que dirigi e apresentei na unidade Sesc Pinheiros em novembro de 2006, junto com a rainha do forró, Anastácia; a rainha do baião, Carmélia Alves (acima, na foto comigo), Cezar do Acordeon – outro grande -. Oliveira de Panelas etc. Antes, em 2005, nos apresentamos no Teatro Brincante, cá em Sampa. 
CLIQUE:

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS