Seguir o blog

domingo, 22 de setembro de 2013

GONZAGUINHA E PRIMAVERA

Você já leu o especial Memória da Cultura Popular sobre Luiz Gonzaga, resultante de parceria entre o Instituto Memória Brasil, IMB, e o newsletter Jornalistas&Cia? Clique:
http://www.jornalistasecia.com.br/edicoes/culturapopular04
Foi num dia como este, com flores anunciando aos quatro ventos a chegada da primavera, que nascia no ano de 45, num morro carioca, o cantor e compositor Gonzaguinha, famoso não só por trazer no nome o nome do rei do baião, Luiz Gonzaga, mas também por seu inegável talento musical.
Eu o o entrevistei algumas vezes (acima, recorte de uma revista da editora 3).
Gonzaguinha era uma pessoa difícil digamos assim, briguenta, daquelas que não gostam de rir e tampouco levam desaforos para casa.
Mas eu gostava dele.
Lembro de uma vez que Gonzaguinha me telefonou fulo da vida para reclamar que lera num jornal que não era filho legítimo do Rei do Baião, e que essa notícia se achava no livro Eu Vou Contar Pra Vocês (título dado pelo cartunista Fortuna). O livro, de minha autoria, estava pra ser lançado e de fato trazia essa notícia, mas de modo discreto. 
Eu tentei explicar, mas ele não queria explicação.
E falava e falava atropelando palavras, irritado.
Foi a última vez que falamos.
O livro foi lançado em clima de festa, com Inezita Barroso cantando ao lado de grupos folclóricos no palco do extinto Teatro das Nações, na capital paulista.
O lançamento provocou até uma entrada minha, ao vivo, na telinha da Globo.
Gonzaguinha, que morreria cerca de um ano depois disso, a respeito de mim e do livro falou apenas uma vez, que eu saiba, na revista Veja.
Fica o registro.
 

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS