Seguir o blog

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

AO VINAGRE A MEMÓRIA DO PAÍS

Por telefone, um amigo tirador de sarro me acordou hoje perguntando por que eu não dou já uns cascudos no coco do Chico e no coco do Gil. Eu não achei graça e respondi que ainda é cedo para uma decisão dessas, até porque não creio que sejam eles a favor da censura e contra a atividade dos biógrafos. Sobre Chico, aliás, já foram publicados vários livros que o artista/personagem levantasse nenhum problema; e sobre Gil, também. Mas o assunto é sério e por isso precisa de um desfecho imediato, juridicamente legal e feliz para todos.
O cascudo de hoje é pro coco do senhor Roberto, que certamente se sentiria muito bem ao lado de figurinhas carimbadas como Goebbels e “dom Augusto Pinochet”, como ele se referia ao chefe do governo militar chileno. Clique: http://www.youtube.com/watch?v=SpdjnkyOjXI
As loas vão para Marilu Cabañas e Anelize Moreira, repórteres da novíssima Rádio Brasil Atual, que estão entre os vencedores da 35ª edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. 
O tema ainda vai dar pano pra manga.

CARTOLA
E hoje é dia de Cartola, de nascimento Angenor de Oliveira.
Carioca, Cartola nasceu no dia 22 de outubro de 2908 e morreu no dia 30 de novembro de 1980.
Ele deixou vários clássicos musicais, entre os quais As Rosas Não Falam.

Um comentário:

Anônimo disse...

Bom que estais escrevendo já e bem. cascudos na minha terra chamávamos de croqui.
Chico Salles.

POSTAGENS MAIS VISTAS