Seguir o blog

quinta-feira, 29 de maio de 2014

JORGE MELLO, ANASTÁCIA E CARMEN, DE BIZET

Atendendo a convite do Grupo Pindorama, o cantor, compositor e instrumentista piauiense Jorge Mello (nos liks abaixo) discorrerá em palestra-show o tema O Cantabile do Verso - A Sonoridade do Texto Poético. O evento, com entrada gratuita, começará às 20 horas e se estenderá até às 22 horas, no Centro Cultural Rodolf Steiner, localizado à rua da Fraternidade, 156, Santo Amaro.  Mais informações pelo telefone (11) 5687-4252.
Agora, com a palavra, Jorge:
“Pretendo mostrar que entendi que no texto poético tem, além do conteúdo a informar, a dizer. Também tem informações contidas no como dizer. Com isso quero dizer que a prosa também tem poesia e tem forma. Tem ritmo e sonoridade. Há a divisão gramatical de um verso e também a divisão sonora ou divisão poética. Que são regras próprias do verso. As estrofes são classificadas segundo o número de sílabas e versos. Há um canto subentendido em cada verso e que se distingue a cada poeta. É como a sua pulsação. Quase uma impressão digital de cada poema. Cada estrofe trás uma quantidade de versos determinada; um número de sílabas e uma acentuação tônica própria. E é disso que quero falar na obra de grandes poetas da língua portuguesa, também na minha própria obra poética e musical. A palestra será ministrada de violão na mão para ilustrar cada exemplo. Tratarei de poemas de Castro Alves; Cassimiro de Abreu; Olavo Bilac; Raimundo Correia; Luís Vaz de Camões. E falarei também dos grandes repentistas, como Dimas Batista, Domingos Fonseca e Manoel Galdino Bandeira. Analisarei forma por forma de montar versos e estrofes para compreender esse grande elemento que é a musicalidade do texto, a sonoridade do verso”.
Jorge Mello é um dos mais importantes artífices da nossa música popular.

http://www.youtube.com/watch?v=FDm9xhFqAAk

http://www.youtube.com/watch?v=GsfHc-9Y6d4

http://www.youtube.com/watch?v=CK6pTaei5Ow

http://www.youtube.com/watch?v=cWTqXjru95o

POPULAR E ERUDITO
Hoje duas personagens femininas lotam duas casas de espetáculos da capital paulista, o Canto da Ema e o Theatro Municipal. Na primeira casa estará a rainha do forró, Anastácia (na foto acima comigo no Programa do Jô, em 1989), comemorando um dia antes seu aniversário de nascimento e cantando para um público basicamente constituído por jovens; na segunda casa
Carmen, uma das grandes criações do francês Bizet. O detalhe, no caso erudito, é que pela primeira vez na história do Municipal todos os 13,5 mil ingressos impressos para a temporada foram vendidos por antecipação. Incrível, não é? 

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS