Seguir o blog

quinta-feira, 19 de junho de 2014

DOMINGUINHOS, O FILME

Dominguinhos é um retrato bonito do compositor e instrumentista pernambucano José Domingos de Morais (1941-2013), feito com profissionalismo, dedicação e carinho para o cinema por Mariana Aydar, Eduardo Nazarian e Joaquim Castro. Tem começo, meio e fim bem resolvidos com imagens raras de arquivos e cerca de uma hora e meia de duração. Convence.
As imagens do sertão de cactos, de vaqueiros, pés rachados e terra seca que aparecem no filme são muito simples, em preto e branco, emocionantes, incríveis. E nem é preciso ser de lá para sentir o impacto da saudade provocado por isso.
A cena que encerra o filme, com Dominguinhos tocando sanfona com o acompanhamento de uma orquestra é de um lirismo que encanta e surpreende.
Viva Dominguinhos!
Clique:
E clique também:
https://www.youtube.com/watch?v=gKVavm_QiZ4

Um comentário:

Anônimo disse...

Com relação a composição de Asa Branca, Zé Gonzaga, seu irmão, deu uma outra versão: Era criação do velho Januário(Pai), e o Humberto Teixeira deu uma ajeitadinha. Assim como Juazeiro, também de Januário, que originalmente, era "Catingueira do Sertão", mas, o Luiz Gonzaga já no Rio de Janeiro, achava que catingueira poderia ser confundida com catinga(mau cheiro), então mudou para Juazeiro. Palavras do Zé Gonzaga.

Aloisio Alves

POSTAGENS MAIS VISTAS