Seguir o blog

domingo, 9 de novembro de 2014

ASTRO DO RUGBY RECEBE BRASILEIRO

O campeão mundial de rugby de 1995 o sul-africano Chester Williams encontrou um tempo em sua concorrida agenda ao Brasil para receber o produtor artístico Darlan Ferreira, num hotel do bairro paulistano de Moema. Durante o encontro, ocorrido ha poucos dias, os dois conversaram sobre cinema e música. Ainda durante o encontro, representando o Instituto Memória Brasil, (IMB), Darlan mostrou em primeira mão ao astro da África o tributo musical Oh Sweet Madiba (Song For Mandela), dele próprio e Wagner Di Paula. Surpreso e emocinado, Chester Williams abriu um sorriso largo e elogiou: "It's nice".
Williams é o Pelé dos sul-africanos. (acima, exibindo um exemplar do livro A Presença do Futebol na Música Popular Brasileira).
Em 2009 Chester Williams aparece no filme Invictus de Clint Eastwood.
Invictus é um drama biográfico estrelado por Morgan Freeman e Matt Damon.
A história é baseada no livro de John Carl "Conquistando o Inimigo"
(em inglês: in Playing the Enemy: Nelson Mandela). Que também retrata o jogo que fez uma Nação sobre os eventos na África do Sul antes e durante a Copa do Mundo de Rugby de 1995, organizada no país após o desmantelamento do apartaide.
Freeman e Damon são, respectivamente, o presidente sul-africano Nelson Mandela e François Pienaar, o capitão da equipe de rugby union sul africano, os Springboks.
O título Invictus pode ser traduzido do latim como "invicto", e é também o título de um poema do inglês William Ernest Henley.
Darlan Ferreira aproveitou o encontro para convidar Chester Williams a participar da gravação de Oh Sweet Madiba (Song For Mandela), composta em homenagem ao ex-presidente Nelson Mandela (1918-2013), no momento em que o mundo vê-se atônico com as notícias cada vez mais alarmantes em torno do mal Ebola.
Para lembrar o ex-campeão de rugby, clique:

ELIETE NEGREIROS
Como diria um amigo meu, na noite de Elite Negreiros teve mais artistas do que gente.
Pois é, na noite de beijação e abraçamento em Eliete compareceram Arrigo Barnabé, Carlos Rennó, Suzana Salles, Caito Marcondes, Eduardo Gudin, Passoca,  o cartunista Paulo Caruso e o crítico de música Zuza Homem de Melo, entre outras figurinhas de marca registrada.
O motivo do congraçamento foi o lançamento do disco Outros Sons, que originalmente foi á praça há exatos 32 anos no formato de lp.


Paulo Caruso e o diretor artístico da Kuarup, Rodolfo Zanker


Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS