Seguir o blog

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O SAGRADO RESPEITO, EM DISCUSSÃO

O mundo está pegando fogo, de canto a canto.
Aliás, nem precisamos rever Nostradamus para concluir que o fim geral está próximo.
O desrespeito grassa entre todos os povos, a prova disso  está bem perto de nós: aqui no Brasil, na Europa e no chamado “mundo Árabe”.
No correr do século passado, ainda no tempo em que frequentava eu a escola, aprendi que “a liberdade de um termina onde começa a de outro”.
Isso era destaque natural da matéria  Educação Moral e Cívica, hoje infelizmente banida do ambiente escolar.
É claro que o tema liberdade de expressão merece atenção e debates para que não caiamos num buraco profundo do desrespeito entre as pessoas. O que os chargistas do semanário Charlie Hebdo fizeram foi, infelizmente, ultrapassar a barreira do desrespeito entre uma pessoa e outra ou entre um povo e outro.
 O Papa Francisco ontem tocou no assunto no que me refiro neste texto, acrescentando que se alguém, de algum modo, desrespeitasse a sua mãe, ele, o Papa, revidaria provavelmente um murro.
Mas para não piorar a situação, ele fez uma ressalva: não se pode matar em nome de Deus.
Num tempo já distante estudei religiões, especialmente a Católica, ajudei padre a rezar missa etc.
O que eu quero dizer com isso?
Cada mundo tem a sua cultura.
A minha sábia avó materna dona Alcina, que se acha noutra dimensão há muito tempo, ensinava que nunca se deve mexer com religião, tampouco provocar pessoas. E ela dizia mais, lembrando uma passagem bíblica: “Quem cm ferro fere, com ferro será ferido”.
Em suma: em casa de marimbondo não se mexe.
Se sou Charlie?
Não, eu sou Assis Ângelo, um ser que julga ter aprendido a respeitar o próximo; até porque, o próximo somos nós.
Sou a favor do ensino, da educação, da democracia, da liberdade.
Ah, sim!
Você sabia que diariamente no Brasil são assassinadas por motivos diversos cerca de 150 pessoas?
O mundo precisa se reeducar.
O Pasquim dava de zero na chamada grande imprensa e também no anarquista Charlie Hebdo, que hoje está chegando às bancas do Reino Unido.
Viva o respeito entre todas as pessoas!

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM OS ESTUDANTES
Cerca de seis mil estudantes se inscreveram no último ENEM. No teste de redação, quase 600 inscritos conquistaram com seu talento e sensibilidade a nota zero. Isso, numa escala de zero a mil. Dos 250 rapazes e moças que conseguiram a nota máxima, curiosidades se destacaram. Num dos textos, cujo tema era a mídia na infância, houve um jovem que deixou claro não entender em que situação se coloca as expressões  “esse e este”. E mais: desconhecia a palavra “carismático”.

E aí?

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS