Seguir o blog

sexta-feira, 3 de abril de 2015

SINÔNIMOS DO BEM-VIVER

Fé, esperança e amor são sinônimos do bem-viver em qualquer sociedade humana. Com fé, esperança e amor pode-se viver em paz.
A Paz é a bandeira da vida.
Pois é, refletir é o exercício que pode nos tornar melhor.
No calendário católico há datas de extrema importância na vida cotidiana de todos nós, como o chamado “Tríduo Pascal”.
O tríduo começa Sexta Santa, segue no Sábado de Aleluia e termina no Domingo de Páscoa.
Esse período é de reflexão, de lembrança, de renovação, fé, esperança e amor por nós próprios e pelo próximo.
Na Bíblia é dito que Deus criou o mundo, tudo e todos que nele há, inclusive o seu Filho que veio bem depois pelo milagre do Espírito Santo.  
A história é comprida.
O Cristianismo data de dois mil e poucos anos, pelo calendário gregoriano.
No correr de todo esse tempo, os homens se mataram, se devoraram entre si pelo poder.
Poder para que?
E nessa busca eterna por “tudo” e pelo “nada”, o homem é o que é: que nem um gato ou macaco passa a vida correndo atrás do próprio rabo.
Com exceção de rock`n roll - pois sexo tem à vontade -, na Bíblia se acha todo tipo de história, desde a mulher que engana o homem lhe oferecendo uma inocente maçã, irmão que mata o irmão e pais ofertando a deuses os próprios filhos a sacrifício por uma causa qualquer.
O que eu quero dizer com isso? Simples: a corrupção e outras safadezas existem desde que o mundo é mundo...
Os valores humanos do bom viver em sociedade continuam invertidos.
As narrativas bíblicas mostram que Jesus Cristo foi vítima de uma grande injustiça em Jerusalém, quando Pilatos, mesmo acreditando na sua inocência, lavou as mãos e o entregou aos soldados que o torturaram, antes de matá-lo preso a pregos numa cruz.
Em resumo: aí está a explicação para a irrefreável busca pelo poder.
Os poderosos mataram Cristo.
Uma coisinha: desde moleque, sempre pratiquei o exercício da reflexão. Sempre questionei tudo que me pareceu sem explicação, como a origem de uma flor, o voo de um passarinho e as razões que levam um homem a matar um outro.
Desde moleque, aprendi que Deus está em todo lugar; que Deus é onipresente e que a Ele devemos tudo, inclusive a vida e o conhecimento.
Estudei em colégio de padres, fui coroinha, ouvi e cantei benditos e, ao lado de amigos e familiares, segui procissões.
No correr do tempo, me ensinaram coisas sobre o profano e o sagrado. Foi quando aprendi que a cultura popular é algo de extremo valor e importância na formação de qualquer cidadão.
Para ilustrar o que digo, clique:

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS