Seguir o blog

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

TÉO AZEVEDO, CIDADÃO PAULISTANO

Neste ano de 2015, completam-se exatas cinco décadas que o mineiro de Alto Belo Téo Azevedo entrou, pela primeira vez, em um estúdio de gravação que resultou num acetato com a cantiga Deus Te Salve Casa Santa, adaptada do folclore português. Essa gravação perdeu-se na poeira do tempo e daquela data até hoje, Téo entrou milhares e milhares de vezes em centenas de estúdios espalhados em Minas, São Paulo etc.

Eu conheci Téo Azevedo quando ele tinha 33 anos de idade. Naquele tempo, eu era repórter da Folha.

Nos últimos 38 anos, tornamo-nos amigos e parceiros musicais.
Téo pôs melodia em pelo menos uma trintena de poesias, várias delas gravadas por intérpretes de reconhecido talento, entre os quais ele próprio.

Uma de nossas composições (Clarissa) chegou a ser inserida no filme Saudade do Futuro de produção franco-brasileira.

Hoje, a Câmara Municipal de São Paulo confere a Téo Azevedo o título de cidadão paulistano.

Eu já passei por essa maravilhosa experiência.

A solenidade de entrega do título de Cidadania a Téo Azevedo tem início previsto para às 19 horas. Eu estarei lá formando a mesa e saudando o homenageado.


Vamos lá?

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS