Seguir o blog

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

VIVA O DIA DO LIVRO!

Postos pra correr por Napoleão Bonaparte, Dom Pedro e família juntaram seus teréns e se lançaram ao mar em direção ao Brasil recém-descoberto por Cabral.
Depois de braçadas e braçadas mar adentro, a família Real portuguesa desembarcou   na incipiente província  de São Sebastião do Rio de Janeiro. Na trouxa, o imperador trouxe documentos, livros e prensas.
Isso, em 1808.
Dois anos depois, e depois de criar a Imprensa Régia, dom Pedro também criou o Dia Nacional do Livro, 29 de outubro, que é hoje.
Belo dia.
A leitura transforma quem ler.
O livro é o professor que está sempre a nossa disposição, em qualquer lugar que estejamos  Ele nos leva a grandes viagens, a grandes aventuras; ele nos provoca, nos tira duvidas, nos ensina de todas as formas transformando a nossa vida.
Quem ler conhece tudo ou quase tudo do tudo que há no mundo.
Depois de Louis Brailler, até os cegos leem.
Eu quero dizer o seguinte: quem aprendeu a ler e não ler livros, é um bobo, pois não sabe o que está perdendo. Aliás, o paulista Monteiro Lobato cunhou uma frase que diz tudo: "Um país se faz com homens e livros".
Livros dão conhecimentos e mostram o caminho do saber.

Um cidadão só se faz à luz da filosofia.
Com educação e cultura
E um quê de sabedoria.

Claro, os versos acima são meus, mas o importante não é isso. O importante é ler. Sei , porém, que livros no nosso país são produtos muito caros. Nesse setor há muitos problemas, como de resto problemas há em todo canto. Conheço grandes é  sensíveis editores do ramo literário que estão comendo o pão que o Diabo amassou. Entre  esses verdadeiros paladinos da cultura do saber, se acha José Cortez, que está pondo no mercado 1,5 milhão de exemplares de livros a preços que variam de 1 real a dez reais.

Viva o Dia do Livro.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS