Seguir o blog

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

FOGO DESTRÓI O MUSEU DA NOSSA LÍNGUA


                                                                   O verão, como sabemos, é uma estação árida seca e quente que mata gente e bichos. Lembremos o nordeste, que arde em chamas há quatro anos sem que o poder público dê a mínima. Hoje é o primeiro dia desta estação. Ela chegou no começo da madrugada, trazendo a triste noticia de que o fogo, depôs de lamber,  engoliu o Museu Da Língua Portuguesa e a exposição sobre mestre Luís da Câmara Cascudo ( ouça abaixo trecho de entrevista que fiz com ele sobre cultura popular)
O incêndio engoliu também o meu coração. Estou triste.
O Museu da língua portuguesa foi inaugurado em março de 2006, em espaço cedido á fundação Roberto Marinho para a construção do museu. O incêndio anoiteceu meu coração.
O incêndio pode ter sido provocado por um curto circuito. Manutenção? Pelo radio fiquei sabendo que o museu jamais fora vistoriado pelos bombeiros.
Há uns dois meses estive em prosa com o diretor do museu, Carlos Sartini. O assunto tratado na ocasião foi uma ocupação artística que lá pretendemos fazer no próximo ano.
No Brasil há mais de 3 mil museus, uns funcionando e outros, não.
No último fim de semana o Brasil ganhou mais um, no Rio de Janeiro, mais um Museu o do Amanhã, construído com verda da fundação Roberto Marinho. Um dos mais modernos e importantes do mundo.
Tomara, doravante, que o fogo que destruiu o museu da língua portuguesa não ultrapasse mais as fronteiras do inferno.


Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS