Seguir o blog

domingo, 17 de janeiro de 2016

A ERA DA INFORMAÇÃO

O mundo é dividido em etapas ou eras.
Cada tempo, etapa ou era traz uma característica.
No começo de tudo, a escuridão prevalecia. Hoje a escuridão é outra. E aqui falamos do começo de tudo, da vida humana, desde sua origem ou criação. No frigir dos ovos, permanecemos na mesma. Antiguidade, Idade Média - e suas três fases -, Iluminismo, Industrial, Modernismo, Pós-Moderno e o escambau. Repito: continuamos, mesmo depois disso tudo, vivendo sob o manto da escuridão.
O fato é que não sabemos de nada, já disse uma vez Sócrates.
Otimismo, pessimismo, o que vem a ser isso?
Eu sou de um tempo em que se falava muito de sina. Isso é conformismo.
A Revolução Industrial deu no que deu.
Antes era o catolicismo e pronto.
Hoje o catolicismo explodiu e fragmentou-se, resultando em mais de centena de religiões ou ceitas a ver com o cristianismo.
A internet e suas ferramentas nos atulham de "informações" falsas e verdadeiras. É muita coisa, muito lixo que está ao nosso alcance. Basta teclar ou apertar um botão para que o mundo tudo surja com sua força e violência diante de nós.
O que fazer com tudo isso.
Não podemos jamais confundir informação com formação e cultura.
Deixamos de ler livros e discutir a vida.
Outro dia, o historiador e pensador da vida brasileira José Ramos Tinhorão, brincando ou não, me chamou de radical por eu mostrar o meu desencanto com o pop etc que nos empurram ouvido a dentro. A respeito disso, aliás, meus tímpanos pedem socorro.
Ler é fundamental e discutir a leitura, também.

Um cidadão se faz
É com Democracia,
Educação e cultura
E um quê de sabedoria
Sem esses "ingredientes"
Não de faz Cidadania

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS