Seguir o blog

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

POLÍCIA FEDERAL TORTURA CUNHA

Dá-se o nome de cultura popular ao tipo de cultura oriunda do povo, que está em tudo e em todo lugar, fazendo reza, fazendo piada, fazendo adivinhação, e tudo o mais, de modo anônimo.
Esta semana o ex manda chuva da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, caiu na rede do Juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Em poucos instantes as redes sociais expunham evidente preocupação dos seus comparsas ou parceiros. Quer dizer, muita gente está com as orelhas em pé. Essa é uma expressão popular, como popular é a expressão que serve de contraponto: quem não deve, não teme. Ou Temer?
Para dizer que o sujeito é terrivelmente maligno e astuto, diz-se que é o Cão, o Capeta. Por esse, digamos, codinome, Cunha é amplamente conhecido. Aliás, acabo de saber o seguinte: a ´Polícia Federal está torturando Eduardo Cunha. Como????? No seu primeiro almoço ele viu-se obrigado a comer arroz, feijão e frango.
Hoje cedo agentes da Polícia Federal prenderam policiais legislativos, acusados de tumultuar a operação Lava Jato. Pergunto: Se ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão, como reza velho dito popular, o que pode ocorrer com policiais que prendem policiais? E como uma coisa puxa a outra logo lembrei de um personagem do Chico Anysio que dava voz de prisão com a expressão mais óbvia do mundo: "teje preso"!
 E como uma coisa puxa a outra, lembrei também do pernambucano Veremundo Soares. Veremundo, que morreu com quase cem anos em 1973, era um dos dois mais influentes coronéis de Pernambuco. O primeiro era ele, o segundo era Chico Heráclito. Veremundo era natural do município de Salgueiro, a 518 Km da Capital de Pernambuco, Recife. Esse município fica encravado no semi árido. Veremundo mandava e desmandava, como todos os coronéis.Veremnundo morreu deixando muitas histórias e um bisneto de nome Fernando Soares Cavendish. Vocês lembram desse nome. Pois é, como diz uma amiga minha: esse é o cara mais gentil do mundo, um cavalheiro e tanto! Por que essa definição ao mancebo Fernando? Pois bem, foi esse Fernando que premiou a mulher do ex governador do Rio de Janeiro, com um anelzinho que custou a bagatela de R$ 800.000,00, segundo  que se lê e se ouve por aí afora. É o da Delta, empresa de construção criada em 1961. Esse mesmo Fernando foi mimado por grandes figuras da República, entre os quais   Mendonça Filho, Eduardo Campos, Dilma, Lula... E para quem não se lembra, Chico Heráclito inspirou o comediante cearense Chico Anysio a compor o personagem Coronel Limoeiro.
Clique:


ESCOLA ESTADUAL JOSÉ XAVIER CORTÊZ

Trinta e dois Km e duas horas depois chegamos à Escola Estadual José Xavier Cortêz, localizada no extremo Sul da cidade de São Paulo. No carro que nos levou, estávamos ao lado de Patrícia e do próprio Cortêz, uma honra. À entrada da escola nos aguardava a diretora Célia, muito simpática e atenciosa. Meia hora depois, às 9, uma multidão de crianças se postava atenta às palavras do patrono da escola. Cortêz teve exibido um filme sobre suas origens e depois colocou-se à disposição da meninada - e dos professores - para perguntas. Em dois momentos, Cortêz fez-me falar à meninada. De novo senti-me honrado. Isso foi no último dia 18. A escola estadual José Xavier Cortêz tem nos seus registros 870 crianças matriculadas, na faixa que vais até 13 ou 13 anos. O filme sobre Cortêz chama-se Como um Rio. Clique:


Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS