Seguir o blog

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

NAS RUAS, O POVO PELO POVO.

 Hoje Eu amanheci meio abusado e deu até vontade de amolar minha faquinha, para capar alguns cabras que empesteiam a política nacional.
 A política é nescessária em qualquer país, desde que desenvolvida para o bem social. Aliás, isso já dizia o mestre Aristóteles. E nem precisamos ir a tão longe.
 Aristóteles, discípulo de Platão, viveu ha uns tres séculos antes de Cristo.
 Pois bem, e nem precisamos, mesmo,  ir a tão longe.
 O dramaturgo alemão Bertolt Brecht, que nasceu no século 19 e desenvolveu sua obra no correr do século passado, não se cansava de falar da importância de as pessoas se inteirarem sobre política. Dizia até que o pior político é o político analfabeto, aquele que tem olhos e se recusa a vê. Clique:

 De meio abusado, o meu grau de irritação hoje foi à estratosfera.
 Já era madrugada quando ouvi no rádio a notícia da suspensão do alagoano Renan da presidência do     Senado. A decisão, em liminar, partiu do decano Marco Aurélio, do STF.
 Renan e mais um bando de senadores envergonham a política brasileira.
É preciso que se passe a limpo o Congresso. Na verdade, os senadores, deputados e políticos de outras esferas estão hoje muito aquem de representar o povo.
 O povo, hoje, está sendo muito bem representado por ele mesmo nas ruas do Brasil.

 Todo dia é dia de Brasil
 De Brasil especial
 De Brasil de toda gente
 De Brasil nacional...


Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS