Seguir o blog

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

BRASIL FEVEREIRO DE INCÓGNITAS


Janeiro terminou com 12,3 milhões de brasileiros desempregados, pela irresponsabilidade e ladroagem de políticos que comandaram o Brasil entre FHC e Temer. Só em São Paulo, hoje, o número de desempregados beira os 2,5 milhões, sem contar os seus dependentes. Mas o Brasil é forte...
Um dia, há bem pouco, minha filha Ana encontrou-se com a minha amiga paraibana Luíza Erundina, deputada de vários mandatos por São Paulo, e dela ouviu: "o seu pai é um guerreiro".
É assim, nós, brasileiros, somos guerreiros de nós próprios, reconhecidos por amigos e vizinhos com poderes nas mãos...
Tem uma história de cego envolvendo parlamentares que eu, "guerreiro", contarei já já.
Janeiro de 2017 é defunto.
Não há confirmação na história sobre um dos maiores poetas portugueses que adotamos como brasileiro, Thomás Antonio Gonzaga...
Thomás Antonio Gonzaga, filho de brasileiro com portuguesa, formou-se no centro do saber do mundo: Coimbra.
Esse Gonzaga chegou ao Brasil pequenininho. Viveu sua infância em Recife e Salvador. Na adolescência voltou à terrinha. Depois voltou ao Brasil. Em Vila Rica, MG, ocupou o posto de ouvidor, de juiz ouvidor.
Tinha 20 e poucos anos.
E aí ele e mais alguns intelectuais de grana no bolso engendraram a conspiração que findou com o enforcamento e esquartejamento de Tiradentes.
Tiradentes caiu à toa.
Tiradentes foi um bode expiatório do movimento que teve como integrantes poetas incríveis como Thomás Antonio Gonzaga. É meu pensamento.
O belíssimo poema que dá título ao livro Marília de Dirceu nos traz a opinião de Thomás Gonzaga sobre Tiradentes. E é terrível. E é triste.
E eu e José Antonio Severo conversamos sobre a Inconfidência Mineira. Falei da beleza poética, do arcadismo muito bem representado por Thomás Gonzaga. E não vou mais me estender neste assunto. Leiam o livro Marília de Dirceu. Lindo. Marília era Maria Dorothéia Joaquina de Seixas. Morreu quando tinha 85 anos de idade, em 1853. Ele, Thomás, foi-se em 1810, com 66 anos.
Fevereiro começa com grandes nomes da vida brasileira nascendo, entre eles José Ramos Tinhorão.
O mais importante historiador do Brasil, Tinhorão, completará 89 anos de idade no próximo dia 07 de fevereiro. O Brasil tem que bater palmas para o Tinhorão... Ele é o maior.
Fevereiro começa bem...
Nesse mês temos também o aniversário do meu amigo querido Oswaldinho da Cuíca.
Nesse mês iremos falar de Clementina de Jesus, que conheci e entrevistei para o Jornal Folha de S.Paulo, quando desse jornal eu era repórter.
No comecinho dos anos de 1970.
A voz mais bonita, mais completa, mais carinhosa, mais mãe, mais vida, mais tudo: Clementina de Jesus.
Fevereiro é o mês mais curto do calendário gregoriano, mas é também o mês mais longo, mais bonito, mais completo no tocante a nascentes e morrentes da vida brasileira.



O Barão do Rio Branco dizia que o que há de mais organizado no Brasil é o Carnaval e a bagunça.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS