Seguir o blog

domingo, 12 de fevereiro de 2017

CUÍCA, TINHORÃO E CHORO, NO CARNAVAL

Elisa, LIa, Assis e Corina, com Tinhorão sendo festejado ao fundo Foto: Célia
O prefeito Faria Lima foi quem oficializou o carnaval de São Paulo, em 1967.A decisão do prefeito, que era carioca de Vila Isabel, deveu-se à provocação de foliões importantes e diletantes da folia, como o radialista Moraes Sarmento.
A primeira escola de samba fundada em São Paulo foi a Lavapés, do Glicério.
O primeiro LP reunindo sambas de enredo de São Paulo foi lançado pelo extinto selo Chantecler em 1967, com apresentação de contracapa assinada por Sarmento. Detalhe: os intérpretes foram o paulistano Geraldo Filme e a carioca filha de nordestinos Carmélia Alves, eternizada como a Rainha do Baião.
Pois bem, o Carnaval chegou. Os blocos estão nas ruas. São 381, o total, oficial, de blocos autorizados pela Prefeitura a desfilar nas ruas de Sampa.
Ontem, 11, no bairro paulistano de Vila Buarque, Blocos e grupos de samba se apresentaram em homenagem ao historiador paulista, de Santos, José Ramos Tinhorão.


Tinhorão nasceu no mês do Carnaval, em 1928.
Também no mês do carnaval nasceu o paulistano Oswaldo Barro, que o Brasil todo e parte do mundo conhece como Oswaldinho da Cuíca.
Oswaldinho completa hoje 12, 77 anos de idade; Tinhorão 89 no último dia 7. Detalhe: em 1974, Oswaldinho foi escolhido entre seus pares como o primeiro cidadão samba de São Paulo, numa iniciativa da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, hoje SPTURIS, criada quatro anos antes.
 Tim, tim para os dois!
A festa em homenagem a Tinhorão foi legal, com muitos jornalistas e artistas presentes. Reencontrei-me, por exemplo, com o grupo Choro das 3, formado por Corina (flauta), Lia (violão de 7 cordas) e Elisa (bandolim, clarinete, banjo e piano). 
Essas três meninas, a mais velha Corina, 29 anos, completos anteontem, a mim foram apresentadas pelo compositor, cantor, violeiro e mais um monte de coisas, Téo Azevedo. Elas me fazem lembrar as meninas do Clã Brasil, à frente a compositora, cantora e sanfoneira Lucy Alves, que fez bonito como atriz na novela Velho Chico.

Os pais de Lucy integram o Clã Brasil, como os pais de  Corina, Lia e Elisa integram o grupo Choro das 3.
O Choro das 3 já tem no currículo sete cedês.
Voltarei ao assunto.
Ah! Oswaldinho é uma espécie de pai da Cuíca, como Waldyr Azevedo foi o pai do cavaquinho e Luiz Gonzaga da sanfona.
O aniversariante do dia, mestre Oswaldinho, é autor de cerca de 30 sambas de enredo, cantados pelo povo na avenida. Aliás, a avenida São João foi o primeiro palco dos desfiles de escolas de samba da cidade dos paulistanos, em 1968.
As meninas choronas também são boas no forró, clique:



Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS