Seguir o blog

sábado, 18 de março de 2017

AI, AI ,AI A CARNE É FRACA.

" ação de corromper, de produzir a putrefação; estado das coisas corrutas: A corrução da carne... "
A definição da palavra corrupção ou corrução está no primeiro Dicionário da Língua Portuguesa do português Francisco Caldas Aulete (1826-1878). Foi impresso na segunda parte do século 19. Mais precisamente em 1881. E mais do que nunca esse verbete continua em moda no nosso país.
A corrupção ou corrução não nasceu no Brasil, é claro. Data de tempos remotos, Acho que desde quando o homem desceu das árvores e seguiu maltratando o seu oposto, a mulher.
Na Grécia Antiga, havia um cidadão de nome Diógenes que passou bom tempo da vida procurando um ser honesto. Não sei se achou, mas se ele vivesse no Brasil a tarefa seria mais difícil.
Não é exagero dizer que em nosso país a corrupção é praga que viceja em tudo quanto é canto. Até na Igreja.
No século 16 o nosso primeiro poeta improvisador ao som de viola, Gregório de Matos (1636-1696), já falava à exaustão sobre corrupção e corruptos e a decadência da cidade de Salvador. Além de poeta, ele era advogado e bispo da Igreja Católica. Por causa dos seus poemas e da sua verve pagã, Matos foi por um tempo exilado em Angola, África.
No começo do século 20, o paraibano Leandro Gomes de Barros deixava nos seus folhetos o registro de corrupção e desmandos de toda ordem praticados pelo governador de Pernambuco, onde morreu.
A corrupção, repito, está em todo canto.
A Odebrecht foi fundada no ano de 1944, em Salvador. Cresceu e estendeu os seus tentáculos cavernosos pelo Brasil inteiro e mais vinte países. E tome corrupção!
O Brasil e o mundo acabam de ser de novo surpreendidos com atos de corrupção, dessa vez praticada por donos e dirigentes dos mais importantes frigoríficos. Mais de Vinte. Quer dizer, a podridão chegou agora no campo das carnes de bois, aves e porcos. A propósito, seguem estes versos:


Neste mundo velho tem:
Cafetina e cafetão
Rapariga e cafajeste
E bandido em profusão
Mostrando como se rouba
O dinheiro da Nação

É um mundo muito louco
Um mundo em perdição
De muito fela da puta
Que vive da corrução
Fazendo pouco do povo
Que sofre na sua mão

E assim o mundo vai
Com corruto e corrução
Mentira e malandragem
E deputado ladrão
Roubando o quanto pode
Sem ter medo da prisão

(Assis Ângelo)

O Brasil, segundo dizem, é o maior produtor e exportador de carnes do mundo. Em 2016, 152 países compraram esse produto. Se você não tinha uma razão para deixar de comer carne, agora tem:






Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS