Seguir o blog

quarta-feira, 29 de março de 2017

MACONHA TÁ NA MODA, HIPOCRISIA TAMBÉM

Eu sou de um tempo não muito distante. Eu sou dali, de 1950.
No tempo em que nasci, em que vivi e continuo vivendo, porque o tempo é o tempo...
Pois bem, Naquele tempo da metade do século passado, havia coisas interessantes, engraçadas, diferentemente do que hoje há em relação ao tempo passado.
O que eu quero dizer com isso?
A pior das mazelas d'um pai de família era ter uma filha namorando com um comunista ou um maconheiro.
Sim, era assim.
Eu ainda nem era adolescente definido, mas já era comunista aos olhos do pai de Carmelita. Carmelita foi minha primeira namorada.
Ouvi hoje a tarde o Fêagacê dizer mais uma vez que é a favor da liberação da maconha, num Congresso realizado agora há pouco em São Paulo. O Ministro Roberto Barroso, do STF, seguiu a linha do FHC.
Esses caras são uns caretas!
Eu não sei o que é maconha, não sei o que são essas coisas.
Eu gosto de cachaça e mulher... Ô coisa boa! Sou do tempo antigo...porém sou a favor da liberação de todas as drogas, eu disse, de todas as drogas! E cada qual que se cuide. E que o Estado nada tenha a ver com isso. É claro, fundamental que se desenvolva uma campanha intensa sobre os malefícios de todas as drogas.
A cocaína nos anos 20, 30, era comprada espontaneamente sem receita médica, em todas as farmácias.
Eu disse que sou a favor de todas as drogas, inclusive mulher?
Mulher é a salvação do mundo, e o resto é droga que entorpece e mata.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS