Seguir o blog

terça-feira, 11 de abril de 2017

CULTURA PARA DÓRIA É ZERO!

A Biblioteca Mario de Andrade foi a primeira biblioteca de São Paulo. Chamava-se Biblioteca da Cidade de São Paulo. Ano: 1925. Uns dez anos depois, achou-se que essa biblioteca teria que ter uma sede própria e importância do tamanho da cidade que começava a crescer. E assim foi feito.
Em 1942, o prefeito Prestes Maia inaugura o belo prédio onde hoje ainda está a Biblioteca Mário de Andrade.
Prestes Maia fez muita coisa legal pela cidade que prefeitou.
O seu mandato terminou em novembro de 1945, um mês antes, no dia 03 de outubro morria Mário de Andrade.
Mário morreu com 52 anos de idade e deixou uma obra fabulosa, como todos sabemos.
A biblioteca passou recentemente por uma grande reforma. E depois dessa reforma, o seu horário de funcionamento passou a ser contínuo, isto é, com visitação ininterrupta de 24 horas.  Essa ampliação possibilitou um aumento estupendo de pessoas em busca de livros. Mas isso acabou, porque o horário agora foi diminuído, agora é das 8:30 às 20:30 hs de segunda a sexta, no sábado...
João Trabalhador Dória, que brecou a ampliação de funcionamento da biblioteca Mário de Andrade também mandou brecar algo em torno de 50 % do orçamento da Secretaria de Cultura. Não sei quem é o secretário, mas deve ser um bobo, garantindo no cargo uma graninha extra e a imortalidade no inferno.
Muitos cursos direcionados à aprendizagem e aperfeiçoamento das artes foram cortados.
Saúde, Educação e Cultura são fundamentais para o crescimento de uma sociedade. Mas o João Trabalhador e o seu alter ego Dória, parecem não entender isso. Normal, não é?
Nós, brasileiros, que nos lasquemos.
O Haddad também só fez besteira à frente da Prefeitura de São Paulo.

Quando iremos acertar nas urnas?

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS