Seguir o blog

domingo, 9 de abril de 2017

QUE SOCIEDADE É A NOSSA?

Num dia qualquer da semana que passou, escutei no rádio uma notícia que me estarreceu. Era uma notícia baseada num resultado de pesquisa desenvolvida pelo IPEA. Dizia a notícia que 58,4% das pessoas ouvidas em 3 estados e 22 municípios brasileiros concordam totalmente que "em briga de marido e mulher não se mete a colher". Até A´aí, aparentemente tudo bem. É, aliás, confirmação de um dito popular, vigente até os dias de hoje.
Outro dado do informe, baseado na mesma pesquisa, faz crer que Nelson Rodrigues, o mais importante e polêmico dramaturgo brasileiro, tinha certa razão quando afirmou: "toda mulher gosta de apanhar, menos as anormais." A pesquisa indicou que 42,7% das pessoas ouvidas concordam totalmente que mulher que é agredida e continua com o parceiro gosta de apanhar. Que horror!
Outros números indicam que a cada 11 segundos uma mulher é estuprada no Brasil. Pois bem, a pesquisa do IPEA mostrou que 13,2% concordam totalmente que mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas. E mais, para nada menos que 58,5% , o comportamento feminino influencia estupros, lamentável, não é mesmo?
IPEA é o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.
Esse Instituto, governamental, ouviu 3.810 pessoas, para concluir essa sua mais recente pesquisa, divulgada há pouco.
Outro dado que me deixou completamente estarrecido foi saber que 66,5% das pessoas ouvidas pelo IPEA são do sexo feminino. Enfim, somos uma sociedade sexista, feminista ou machista?


Segundo o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Brasil é hoje habitado por mais de 200 milhões de pessoas. Detalhe: a maioria é do sexo feminino.
Em casa cresci ouvindo a frase que me marcou profundamente, de tanto repetida: "homem não chora".


Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS