Seguir o blog

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O CORINTHIANS GANHA ATÉ QUANDO PERDE

O zagueiro Chicão, o lateral-esquerdo Roberto Carlos e os volantes Elias e Jucilei, do Corinthians, se destacaram dentre todos os participantes do Brasileirão encerrado ontem, formando a base de uma seleção escolhida por especialistas da revista Placar e do ESPN Brasil.
Isso mostra uma coisa: mesmo perdendo o jogo contra ao Goiás - aquele chute de Ronaldo não poderia findar na trave! - e ocupando a terceira colocação no campeonato deste ano, o Corinthians ganhou.
É um time que ganha até quando perde.
Agora mesmo, por exemplo, o time do Parque São Jorge acaba de ganhar um hino, com letra minha e música do gênio da raça Oswaldinho do Acordeon.
A letra surgiu em decorrência da frase que recebi ontem, via e-mail: “Todos os times vivem de títulos, o Corinthians vive de Corinthians”, do meu amigo Flávio Ferrari, um dos diretores do Timão.
E por que um hino, se já há o do Lauro d´Ávila silvano no bico do povo?
Por uma razão, explico: o bonito hino do d´Ávila é uma marcha-rancho.
E mais uma coisa: estou concluindo um livro sobre o Timão, que será meu presente de comemoração do 1º centenário de fundação do Corinthians.
Em primeira mão, para os seguidores deste blog, a letra:

Todo time vive de troféu
No Corinthians é diferente
O corinthiano faz estilo
Que é viver de repente
Acelerando o coração
Sem trocar São Jorge por São João
É time pra lá de competente!

O Corinthians quando perde,
Não perde, respeito ele ganha
E entre vivas e hurras
Esse time nunca apanha
Joga com muita categoria
Joga com raça, com alegria
Movido por força estranha

É time e é também nação
O Corinthians paulistano
Fundado por operários
Todos de timbre corinthiano
O Corinthians é brasileiro
O Corinthians é guerreiro
É time nosso de todo ano

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS