Seguir o blog

segunda-feira, 26 de março de 2012

ROTEIRO MUSICAL DE SÃO PAULO, ÚLTIMA SEMANA

Agendem-se!, pois inauguramos hoje a última semana de visitação pública à exposição Roteiro Musical da Cidade de São Paulo (foto ao lado e vídeo, abaixo), instalada na área de Convivência II do Sesc Santana, à Avenida Luiz Dumont Villares, 579.
A mostra, já visitada por cerca de 30 mil pessoas, está no Sesc desde o dia 24 de janeiro, quando um coquetel para convidados deu-a por aberta.
Em seguida, uma longa programação musical foi desenvolvida em torno da exposição, começando com Inezita Barroso e seu regional no dia do aniversário da cidade, 25 de janeiro, com teatro lotado e longa fila de espera por desistências...
Seguiram-se outras atrações, como Tom Zé e banda, Orquestra de Músicos das Ruas de São Paulo e a Corporação Musical Operária da Lapa; Zezé Freitas e Filó Machado interpretando parte do repertório da autora da valsa Lampião de Gás, Zica Bergami; Quinteto em Branco e Preto, Comunidade Samba da Vela e Berço do Samba de São Mateus; Osvaldinho da Cuica, Roberto Seresteiro, o pessoal da Vanguarda Paulistana representada por Na Ozzetti, Wandi Doratiotto, Carlos Careqa, Anelis Assumpção e Arrigo Barnabé; uma roda de choro, com Toninho Ferragutti; Movimento Sincopado, Altamiro Carrilho, Izaias e seus Chorões e dona Inah, além de Arrigo Barnabé e Kiko Dinucci.
Tudo isso entremeado com bate-papos no interior da instalação e no próprio teatro, onde nos apresentamos ao lado de Inezita e Altamiro.
Também estiveram conosco Paulo Vanzolini, Eduardo Gudin, Elzo Augusto, Fabiana Cozza e Mário Albanese, criador do ritmo Jequibau.
Nosso próximo encontro, na noite de 29 deste mês, será com o poeta improvisador ao som de viola nordestina Oliveira de Panelas, que virá de João Pessoa, PB, especialmente para isso.
Na sua especialidade, Oliveira é considerado o maior do mundo.
Portanto, de novo recomendo: agendem-se!
Além dos artistas citados, outros também já se apresentaram no teatro e no deck do jardim do Sesc Santana, como o violeiro urbano Passoca, o repentista Sebastião Marinho e Peri Pane, e sábado e domingo últimos o pessoal do rock paulistano, entre os quais Kid Vinil, mais o brincante Costa Senna.

Um comentário:

Júbilo Jacobino disse...

Vi a exposição e achei de uma grandeza ao nível do curador, o enciclopédico e autêntico Assis Ângelo. A cidade de São Paulo e ele merecem essa homenagem. Parabéns, extensivos à Andréa.

POSTAGENS MAIS VISTAS