Seguir o blog

segunda-feira, 5 de março de 2012

XANGAI NUM MAR DE CANTIGAS, NO SESC

O cantor Xangai a cada dia surpreende a sua enorme legião de fãs.
O espetáculo que apresentou ontem à noite no Sesc Belenzinho foi exemplar.
Durante cerca de hora e meia e perante uma platéia lotada e interativa, o artista baiano cantou um mar de cantigas e contou causos que arrancaram sorrisos e gargalhadas de todos.
Foram vários momentos de encantamento.
Ele lembrou Luiz Gonzaga – cujo centenário de nascimento ocorre este ano –, Zé Dantas, João do Vale, Juraildes da Cruz, o poeta-declamador Jessier Quirino, o repentista Ivanildo Vila Nova e até seu conterrâneo romântico Waldick Soriano, autor do bolero Eu não sou Cachorro não, de 1972.
Nem precisou cantar obra nenhuma do legendário cantador Elomar Figueira Mello.
Nos derradeiros minutos finais, Xangai ainda ensaiou meneios de ator ao interpretar uma comprida cantiga chamada ABC do Preguiçoso ou Ai d´Eu, Sodade, de domínio público, que costumava ouvir do velho avô Avelino, no interior da Bahia.
Engraçadíssima.
É a história de uma mulher que atiça o marido preguiçoso a trabalhar. Começa assim

“Marido se alevanta e vai armá um mundé
Pra pegá u'a paca gorda
Pra nós cumê um sarapaté”.

E o preguiçoso responde, enfadado:

“Aruera é pau pesado, num é, minha véa?
Cai e machuca meu pé
E ai d'eu, sodade”.

E por aí vai o cantor Xangai cantando o que os outros não cantam.
Viva Xangai!

SÉRGIO REIS
Senti a queda do Sérgio Reis num palco onde se apresentava em Belo Horizonte, ontem em Três Marias, Minas. Conheci o Serjão nos anos 80, quando eu ainda trabalhava como repórter para o grupo Folha. Muito tempo depois, eu e o Tony Campelo elaboramos uma caixa de discos (CDs), retrospectiva da sua carreira. Estimo recuperação rápida.

COPA
Danado, ainda tem uns caras estrangeiros que consideram o Brasil a casa de mãe Joana. Agora foi esse tal de Valcke não sei o quê, da Fifa, que fica nos enchendo a paciência. Sabe o que acho? Acho que o Brasil não perde nada se deixar pra lá a próxima Copa. Mas, claro, tem muita grana no envolvida de gente pesada. Penso: nem só de futebol vivemos nós.   

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS