Seguir o blog

domingo, 25 de maio de 2014

AULAS DE BOM JORNALISMO

Há anos li De Notícias e Não Notícias Faz~se a Crônica, de Drummond de Andrade, no qual, com a singeleza dos sábios barrocos, conta o  óbvio que aparece no título. Quantas vezes um cronista sem assunto escreve sua crônica aparentemente sem assunto para preencher os vazios desafiantes do jornal, hein? Eu mesmo, nos meus tempos de Correio da Paraíba, fiz isso muitas vezes.
Eu e Milton, na noite de autógrafos
É uma aula de jornalismo o que o poeta mineiro nos dá.
Aula de jornalismo também nos dá o paulistano Milton Blay (aí ao lado, na noite de autógrafos) em Direto de Paris (Coq au Vin Com Feijoada), seu livro de crônicas que acaba sair pela editora Contexto.
Meio despretensioso, Milton dá uma geral na sua vida agitada de jornalista longe da terra natal lembrando algumas coberturas que, por uma razão ou outra, lhe ficaram marcadas definitivamente na memória, como aquelas que ele fez com Chagal, Orson Welles e o finado mandachuva Khomeini, do Irã, e com os ex-presidentes Jânio, Sarney e FHC.
No seu texto leve e chamariz, Milton se investe de guia perfeito e sem se fazer de rogado nos levar a conhecer inimagináveis belezas e curiosidades de Paris, cidade que habita há quase 40 anos como cidadão e correspondente da Rádio Bandeirantes, de São Paulo.  
É um livraço esse Direto de Paris!
Outro importante e necessário livro para qualquer leitor, principalmente de jornalistas em formação ou em início de carreira, é O Bisbilhoteiro das Galáxias, do paraibano Jotabê Medeiros, que trata mais ou menos do que diz Drummond.
O livro de Jotabè reúne quarenta e tantos textos, narrando momentos e histórias fora do comum, como aquela em que o autor mergulha Bahia adentro em busca de uma entrevista com o conterrâneo Zé Ramalho, que além de não lhe dá bola ameaça não fazer show na cidade, para desespero do prefeito que o teria contratado por algo em torno de R$ 150 mil.
A notícia, aparentemente não notícia, rendeu a capa do Caderno 2, suplemento de cultura do sisudo Estadão.
E o que dizer do texto que narra Bob Dylan perambulando sozinho numa noite de outono em Copacabana, de capote e gorro na cabeça?
Esses dois textos inseridos no Bisbilhoteiro das Galáxias são antológicos.
Mas o livro traz ainda peculiaridades do chato Roberto Carlos e Manu Shao tomando umas canas na noite paulistana.
Só faltou falar da inesperada ligação que Joan Baez lhe fez às vésperas de se apresentar em São Paulo dois meses e pouco atrás.

GONZAGÃO
Do sanfoneiro Lulinha Alencar, recebo convite para o show de lançamento de seu primeiro CD, intitulado Cem Gonzaga, título de referência ao centenário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga.
Será logo mais às 19 horas no Sesc, unidade Pompéia. No repertório estão algumas músicas pouco conhecidas do chamado grande  público, como Vira e Mexe, Araponga, Sanfona Dourada, Pisa de Mansinho, Sanfonando e Treze de Dezembro.
Lulinha Alencar
FOLIA DO DIVINO
Iniciada em 2000 no Espaço Cultural Cachuêra, a festa do Divino Espirito Santo das caixeiras da família Menezes, de São Luís do Maranhão, prossegue hoje e segue até o próximo dia 29, com entrada gratuita ao público de todas as idades. Endereço: Rua Monte Alegre, 1094, Perdizes. As tocadoras de caixas ou tambores são a grande atração da festa, que tem origem remota no catolicismo. Elas tocam ao mesmo tempo em que entoam cânticos religiosos tradicionais, entremeados por versos improvisados. Este ano, segundo os organizadores, as caixeiras da família Menezes e a Associação Cultural Cachuera! solicitaram recursos através de um site de financiamento coletivo, o Movere (www.movere.me), para cobrir parte dos custos dessa festa que já faz parte do calendário festivo da cidade.
As origens da festa remontam à Idade Média em Portugal, quando a rainha D. Isabel recorre com promessa ao Espirito Santo para que interceda na decisão do marido, o rei D. Diniz, de não transferir o trono para um filho bastardo. O recurso da rainha santa teria logrado êxito.No Brasil, a Festa do Divino teve início por volta do século 18.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS