Seguir o blog

quarta-feira, 23 de julho de 2014

O SERTÃO PERDEU SEU CAVALEIRO

O Brasil, um país tão incrivelmente maravilhoso e ao mesmo tempo tão eternamente judiado pela maioria dos políticos com poder de decisão, está perdendo os seus filhos mais importantes. Só nos últimos dias, três deles, membros da Academia Brasileira de Letras, ABL, de importância intelectual e humanística inquestionáveis: Ivan Junqueira, João Ubaldo Ribeiro e, agora, há coisa de hora e pouco, o menestrel paraibano Ariano Suassuna, autor de obras-primas baseadas na cultura de cordel, como O Auto da Compadecida, e glorificado nacional e internacionalmente, embora jamais tenha posto os pés fora do Brasil.
O Brasil está de luto, mas viva a cultura popular!
Viva Ariano Suassuna!
O que o levou para sempre deste mundo foi uma parada cardíaca covarde, provocada por hipertensão intracraniana.
Ele foi pai seis vezes e deixou 15 netos.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS