Seguir o blog

domingo, 3 de agosto de 2014

O FAZER POÉTICO DE VITAL FARIAS

O paraibano de Taperoá Vital Farias, antena viva e lúcida do nosso cotidiano, é dos raros artistas que têm garantido desde sempre um espaço especial na galeria dos que se diferenciam pelo estilo e postura na forma de compor e interpretar.
Vital é um violonista de formação erudita.
Ele marca pontos ao navegar com galhardia no mar revolto da intranquilidade, mas os tubarões da mediocridade urbana não o assustam.  
Fugir do fácil e da obviedade tem sido a sua meta, tanto que não há, no seu estilo e forma, como compará-lo a outros artistas.
O fazer musical dele é um fazer artesão e solitário.      
Paciente, ele investe no conhecimento e na arte.
O seu berço
tem base e apoio na cultura popular, daí a sua força.
Como poucos, ele sabe de cantador e cordelista.
Exemplo é o texto que me manda em versos de sete linhas formados por sete a onze sílabas, em que o 2º rima com o 4° e 7º e o 5º com o 6º e onde o 1º e o 3º não encontram guarida rimática.
Eis o texto:
A CHEGADA DE LAMPIÃO NO CÉU E O SEU RETORNO PARA O NORDESTE DO BRASIL. 

I
No tempo que eu era menino
Dormindo lá no Sertão
Eu sonhei que Virgulino
Chegava assim no Oitão
Da casa que nós morava 
Uma poesia recitava
Tudo em forma de Oração
II
Pedindo a Deus por seu povo
Com tanta Indignação
No seu choro ele dizia
Da cruel ingratidão
Que um seu irmão Nordestino
Cometera desatino 
Enganando a Multidão.!!
III
Quanto mais ele falava
Mas seu coração doía
Parecia uma fogueira
Precisando de água fria
Fome e sede de vingança
Eu comparo com uma Onça
Quando perde a sua Cria."!
IV
Dizendo não aceitar
(Nessa hora eu me comovo)
Um nordestino enganar
Essa Atitude eu não louvo
E depois se aproveitar
Pra depois Milhões Roubar 
Chupando o Sangue do Povo.!
V
Dizendo que confiava
Em cada um Nordestino
Foi o que o Pai lhe ensinava
Desde os tempos de menino:
"Clara e Gema se estranhar !!!!!
Pois, se a Casca se quebrar
Nem Deus consegue Colar!”!
""Cometeu um desatino."" !!
VI
No seu choro desmedido
Falava assim desse jeito
Dizendo:Oh Deus de Bondade
Sei que"Humano" não é perfeito
Mas ensina a perdoar
Se não eu vou desandar
E voltar do mesmo jeito.!
VII
Se eu perder minha cabeça
Conforme a Polícia quer
Vou me virar numa Besta
Vou virar um Lucifer
Mas não aguento Traição
Saiba que sou Lampião
Haja no mundo o que houver
VIII
Assim gemendo e chorando
Batendo de déo em déo
Lampião seguiu vagando
Foi cumprindo o seu papel
Fechou o Portão do Inferno
Disse assim: Oh Pai Eterno
Me Abra o Portão do Céu !
IX
E foi batendo na porta 
Nessa mesma ocasião
São Pedro tava sentado
Com a chave do Portão
Disse assim pra São Silvestre:
-Tem gente aí do Nordeste
Acho que é Lampião.!
X
Lampião entrou no céu
De Fuzil e cartucheira
E disse assim pra São Pedro:
-"Quero ouvir Muié Rendera !
Num vim aqui fazer fita
Cadê Maria Bunita !!
Eu num tô de brincadeira!"
XI
São Pedro tomou um susto
Desmaiou na mesma hora 
São Mateus deu logo um grito:
"Valei-me Nossa Senhora!"
-Me acuda Pai Eterno
Que o Céu virou inferno
Vou sair daqui agora!"
XII
Ao dizer essas palavras
Todo o Céu escureceu
Foi,chegando Jesus Cristo
E um clarão resplandeceu
Nessa hora Lampião 
Caíu de Joelhos no chão
-"Dizendo: ÉS FILHO DE DEUS!"
XIII
Ao se ajoelhar no chão 
Caiu num sono profundo
Jesus com essas palavras
Foi dizendo ao Moribundo:"
"Te levanta Lampião
Protetor és do SERTÃO,
Teu sentimento é Profundo.!"
XIV
- Jesus diz a Lampião:
"Tu foste Caluniado
Pelos poderes vigentes
Não fizeste mal algum
Tua alma é de inocente
Só castigasse o cruel
Inverteram o teu papel
Te fizeram de serpente"
XV
Jesus continua dizendo:
"È serpente venenosa
Gente que te calunia 
Também fui caluniado
Na presença de Maria
E na Cruz Crucificado.
Apanhando de soldado
Muito mais Mamãe Sofria. !"
XVI
Jesus com Indignação, diz:
-"Te levanta e Toma o Cetro
Tu és Um Rei Coroado
Teu valor é Bem Maior
Que qualquer Um Potentado
Vai Governar teu Sertão
Livrar da Humilhação
Todo Aquele Povo Honrado"!
XVII
Jesus Cria a Fábula da Raposa,,
Vou dizer mais uma fábula
Pra todo mundo escutar:
"A Raposa é bicho esperto
Na hora que quer Roubar
Mas se dormindo tiver
Um sujeito com um "*Quicé" 
Pode lhe desapontar !"
XVIII
JESUS CRISTO, condena a maldade do homem Traidor:
"Não existe nesse mundo 
Homem capaz de enganar
Mesmo sendo Poderoso
Qualquer dia, irá pagar
Não admito a Traição,
Dentro do meu coração
Pra ele não tem Lugar !"
XIX
Jesus dá um Conselho a Lampião e se despede com humildade:
Vá agora pro Brasil
Tomar conta do Nordeste 
E político que não Preste,
“Passe ele no Fuzil”.
Sei que lá tem mais de Mil
Se fazendo de Coitado..
São quase todos safados
Com ganância e Covardia
Reze pra Virgem Maria
E Um adeus do seu CRIADO.!
XX
E assim fui me acordando
Do Sonho quase Real
Minha mãe pro pai dizia:
Vamos acordar o Vital,
Que nem o Fogão tem Brasa,
Não tem Feijão, nessa casa.
Só tem um Restim de Sal&gt!
(fim)

Um comentário:

Vitor disse...

Parabéns, Assis, pela lembrança.
Vital Farias é um músico e poeta excepcional.

Abraços,


Vitor Nuzzi

POSTAGENS MAIS VISTAS