Seguir o blog

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

A SECA QUE FAZ CHORAR

Longas estiagens já não surpreendem o calejado povo do Nordeste, ao contrário do que ocorre noutras regiões como São Paulo e Minas Gerais.
Em Minas, no momento, há pelo menos 150 municípios em estado de emergência e alguns outros em calamidade pública.
Em Minas ainda um detalhe surpreende a todos nós: a secagem da nascente do Rio São Francisco, verificada entre ontem e hoje (localize-o no mapa ao lado).
E agora, o que deverá acontecer com o Velho Chico de tantas histórias e importância para o Brasil?
Ah, o Velho Chico!
O Velho Chico de tantas canções (aqui e aqui), de tantas lembranças, de tanta beleza a encher os nossos olhos com seu esplendor, com o seu mundão d’água que jamais pudéssemos imaginar que um dia correria o risco de secar.
E agora, o que deverá ocorrer com o Velho Chico...?
Navegável, o Rio São Francisco é, historicamente, um dos mais conhecidos cartões postais do Brasil, como o Rio Amazonas também cheio de muitas histórias: histórias de encantamento que sobrevivem por gerações e gerações. É lá, nesse rio, que habitam botos, iaras e outros seres da nossa imaginação.
Fora isso, continuam em andamento as obras para desvio do curso do Velho Chico...
E a seca continua no Nordeste, sem que ninguém diga nada.
E a seca continua na capital de São Paulo e em dezenas de municípios administrados pelo governo que insiste negar que seca não há, embora  a população comece já a invadir prefeituras pedindo água, como está ocorrendo no município de Itu.

O tema seca já rendeu centenas e centenas de músicas, como Vozes da Seca e Maringá.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS