Seguir o blog

terça-feira, 23 de setembro de 2014

UMA PALAVRINHA PARA REFLEXÃO

Nestes tristes tempos de desarrumação social e inversão de valores em que as pessoas viram números, peças de reposição nas complexas engrenagens industriais, a cultura popular vale pouco ou quase nada.
Mas é preciso apostar na valorização humana e na formação do homem do amanhã.
E isso só será possível a partir da compreensão da cultura espontânea feita pelo povo e para o povo, como item necessário e insubstituível da democracia.
Não se formará uma sociedade saudável sem o conhecimento da sua historia e seu povo, mas essa obviedade parece muito distante dos olhos e entendimento dos nossos governantes. E isso traz evidentemente, consequências lamentáveis para a própria sociedade. Não é possível uma sociedade sã sem uma boa formação cidadã.
O conhecimento forma.

VISITA AO IMB
Anteontem o Instituto Memória Brasil – IMB recebeu a visita da estudante Mariana que esteve acompanhada dos pais Vanira e Audálio Dantas.(acima em foto-montagem de Darlan Ferreira). Mariana que na próxima 6ª. feira gravará participação no programa Palavra de Mulher, da TV Brasil,  mostrou-se encantada especialmente com o acervo discográfico do Instituto. Na ocasião, Audálio fez a doação de um exemplar do livro que acaba de lançar: “Céu de Luiz”(Edições SESC), sobre o Rei do Baião.
Fica o registro.

Um comentário:

PAPETE disse...

Triste Nação em que nenhum candidato à presidencia sequer comenta sobre programa de governo relacionado à nossa rica porém combalida cultura popular, que poderia ser uma relevante e poderosa fonte de divisa além de geração de renda e trabalho para nossa gente criadora e criativa..., Tem gente que ainda pensa que cultura é apenas sair por aí fazendo uma dancinha aqui, um folguedo ali, um livrinho acolá, e por aí vai, sem a noção do quanto nossa estética e criação são muito mais que isso...

POSTAGENS MAIS VISTAS