Seguir o blog

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

HOMOFOBIA, SEPARATISMO E GUERRA

Ouvi no rádio que o recém eleito deputado estadual Coronel Telhada, do PSDB, externou na rede social o seu apreço pela homofobia.
O mesmo coronel também externou seu desejo de dividir o Brasil.
Disse o coronel que está na hora de São Paulo virar uma simples unidade da República Federativa do Brasil.
Isso é um despropósito. É feio, ilegal e dói, que o digam os gaúchos, que anos atrás criaram um movimento para também se separar do Brasil.
Anos atrás dois artistas compuseram uma música induzindo que o Brasil fosse separado do nordeste. A música, NordesteIndependente, foi gravada pela cantora Elba Ramalho, em 1984. Como peça musical é uma bela obra.
Detalhe: logo depois, o poeta repentista Lourinaldo Vitorino compôs e gravou uma composição rebatendo o conteúdo de Nordeste Independente. E diga-se de passagem, uma bela composição a de Lourinaldo, em que diz que o Brasil não tem que ser dividido coisa nenhuma.
Chega desse tipo de pensamento , inclusive porque não levará a nada, a não ser incutir nas pessoas uma ideia de raiva por nosso país.
O nosso país é fantástico, é maravilhoso.
Viva o Brasil!

DIÁLOGO
E o senador Aloísio Nunes, vice da chapa derrotada do Aécio à Presidência da República, hein?
Aloísio, senador de São Paulo pelo PSDB, raivoso, subiu ontem à tribuna para dizer que não aceita dialogar com a presidente reeleita Dilma Rousseff. Uma pena. Política e tudo na vida são feitos com diálogo. Sem diálogo há guerra e guerra é guerra.

Numa guerra todos perdem.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS