Seguir o blog

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

ESTRANGEIROS NA OBRA DO REI DO BAIÃO, E CARNAVAL

Sambas e marchas de carnaval na voz de craques como Silvio Caldas, Orlando Silva, Carlos Galhardo e Cyro Monteiro, entre outros, eram os gêneros musicais mais comuns em 1941, ano em que Luiz Gonzaga lançou-se como artista da música popular pela extinta fábrica de discos Victor. Antes de tornar-se Rei do Baião, ele gravou muitos choros, mazurcas, polcas e até duas músicas de autores estrangeiros: as valsas Farolito, do mexicano Agustín Lara e Manolita, do francês Leo Daniderff.
Depois de 49 músicas instrumentais lançadas à praça até 1945, Luiz Gonzaga apostou todas as suas fichas na música extraída do folclore nordestino incluindo o baião, ritmo inspirado na afinação das violas dos cantadores repentistas.
Enquanto lançava músicas que adaptava junto com o seu primeiro grande parceiro, o advogado cearense Humberto Teixeira, flautista amador, Gonzaga compunha marchinhas e sambas que, porém, jamais gravaria, como Meu Brotinho e Meu Pandeiro, lançadas por Francisco Carlos e Cyro Monteiro em 1950 e 1947, respectivamente.
Mas nem por isso ele deixou de estar ligado ao carnaval, principalmente como homenageado em sambas de enredo.
As primeiras homenagens que ele recebeu nesse estilo musical datam dos fins dos anos 1970, através de grupos e pequenas escolas do Nordeste.
Em 1982, a escola de samba carioca Unidos de Lucas, foi à avenida com o enredo Lua Viajante.
Dez anos depois foi a vez de o Maranhão prestar louvor ao grande pernambucano de Exu, com o enredo Luiz Gonzaga Rei do Baião, interpretado pelo puxador Ribão, hoje presidente da União das Escolas de Samba do Estado.
Pouco antes, em 1990, Pernambuco o homenageou com o samba enredo Lula Lua do Sertão.
Trinta anos depois de a escola de samba Unidos de Lucas o homenagear o Rei do Baião, foi a vez de a escola do 1º grupo do Rio de Janeiro Unidos da Tijuca ir à Sapucaí com o enredo O Dia em Que Toda a Realeza Desembarcou na Avenida Para Coroar o Rei Luiz do Sertão (CLIQUE abaixo, na linha azul).
Essa escola ganhou o carnaval de 2012 com 299,9 pontos.


E o Dominguinhos continua internado no Hospital Santa Joana, em Recife. O seu estado de saúde permanece inalterável. Ou seja: merecedor de todos os cuidados.   

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS