Seguir o blog

sábado, 18 de maio de 2013

NOTÍCIAS BOAS E MÁS

Uma boa noticia: de acordo com a programação da 9ª Virada Cultural de São Paulo, as mineirinhas Celia e Celma vão cantar daqui a pouco, mais precisamente às 21h30, na Igreja da Ordem Terceira do Carmo, também conhecida como Capela Venerável da Ordem Terceira do Carmo, ali na Nestor Pestana, 230, quase de lado da estação Sé do metrô, no Centro da cidade. No repertório, cantos sacros de séculos e uma jóia rara de Lamartine Babo, Maria. A capela foi construída entre 1747 e 1758, por leigos e bandeirantes.
Outra boa: logo mais às 20 horas e na virada de hoje para amanhã, domingo 19, o ator Alessandro Azevedo leva a sua criação Charles, um palhaço inspirado em Chaplin, para o Palco Parque da Luz. A apresentação, no coreto pequeno do parque, faz parte da programação da maratona multicultural iniciada às 18 horas com a baiana Daniela Mercury no grande Palco Luz. 
Uma má notícia: Manaus vira capital da Paraíba e Belém, de Pernambuco. Esse absurdo consta como verdade publicada na apostila M-5 do segundo bimestre dos 56.420 alunos matriculados na rede de ensino público municipal do Rio de Janeiro. A isso, meus amigos, dá-se o nome de descaso ao ensino no Brasil. Uma vergonha!. 
Outra boa: amanhã às 14 horas, no Pateo do Collegio num palco instalado em homenagem ao paulistano Paulo Vanzolini será apresentado o espetáculo O Samba do Rei do Baião, com Socorro Lira, Oswaldinho do Acordeon, Osvaldinho da Cuíca, Papete e um regional que tem à frente o maestro-arranjador e instrumentista pernambucano Jorge Ribbas.  
E mais uma má: Oswaldinho do Acordeon se apresentou ano no chamado Maior Forró do Mundo, de Campina Grande, foi aplaudido etc. e tal, mas até hoje não viu a cor do cachê. A isso dá-se o nome de safadeza.
Boa: o paraibano Rômulo Nóbrega está em meio a pesquisas para formatar um livro sobre a vida - e obra - do pernambucano de Macaparana Rosil Cavalcanti, cujo centenário de nascimento ocorrerá em dezembro de 2015. Rosil é autor da belíssima Tropeiros da Borborema.
Má: Roberto Carlos está mesmo doente de vícios e manias, tanto que depois de processar o governo da Venezuela por uso de uma de suas cantigas (Detalhes), anuncia através dos seus advogados que vai mover ação na Justiça para tirar do mercado o livro Jovem Guarda: Moda, Música e Juventude (Ed. Estação das letras e Cores/Fapesp), resultante de doutorado de Maíra Zimmermann.
Boa: editora 34 vai editar está pondo no mercado um clássico da literatura japonesa O Livro do Travesseiro, de Sei Shônagon. A obra foi escrita há mais de mil anos. A tradução é de um grupo de professoras da Universidade de São Paulo, USP.
Má: sem querer, acabei de quebrar um dos 52 discos de 78 RPM da série Cornélio Pires.
Boa: o médico. Dráuzio Varella publicou hoje no caderno Ilustrada, da Folha, um belo texto (amostra acima) sobre o dublê de cientista e compositor Paulo Vanzolini. Imperdível. Paulo vazia música por divertimento. "Eu não sou homem de duas profissões", dizia.

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS