Seguir o blog

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

LOURENÇO DIAFÉRIA: SAUDADE

O contista e cronista dos mais inspirados Lourenço Diaféria faria hoje 80 anos de idade. Ele nasceu no Brás paulistano, virou jornalista e escritor aplaudido em todo o País. 
Humanista por formação e pendor, Lourenço era amigo e parceiro. 
E mais: era um ser incrível.
Chamava-me de filho.
Pedi-lhe certa vez que escrevesse umas linhas para o livro Nordestindanados, Causos e Cousas de Uma Raça de Cabras da Peste – de Padre Cícero a Câmara Cascudo, que eu estava lançando em 2000. Ele não se fez de rogado e me presenciou com uma verdadeira pérola, que é como eu chamo o texto Com um Gosto de Tapioca, em que, lá pras tantas, ele diz que sou “uma fonte de informações cristalinas onde quem está sedento de conhecer, cada vez mais, a cultura popular, em especial a cultura nordestina, se sacia”. E mais adiante: “Este é um livro feito de oralidades. Um livro loquaz. Um livro que tem material para ser puro ouvido, pura audição”.
Diaféria publicou suas histórias em muitos jornais e deixou uma obra plena de grandeza.
Quando o dispensaram do Diário Popular, jornal paulistano já extinto, eu escrevi um texto a seu respeito, e para minha surpresa recebi dele outra pérola (acima, cliquem sobre) que ora compartilho com vocês.
Lourenço, que foi preso pelo regime militar por enaltecer numa crônica a bravura indômita de um sargento que morreu ao salvar uma criança das garras das ariranhas do zoológico de Brasília, em 1977, partiu para a eternidade no dia 16 de setembro de 2008, onze dias depois do meu aniversário.
Ele deixou muita saudade e um gosto amargo de jiló passado em todos nós. 
Grande Lourenço! 
No link abaixo, na linha azul, um trecho de debate sobre bienal de livro e literatura de que participamos ao lado de outros autores. 
Clique: 

QUANTO PIOR...
Pois é, leio por aí que Sílvio Santos corta da programação o SBT Repórter, põe o noticioso Jornal do SBT para a madrugada e mandar esticar o Programa do Ratinho. Mais uma vez a máxima “quanto pior, melhor” se confirma. 

ÀS CEGAS
O Nordeste quase todo – a exceção é o Maranhão – sofreu hoje um apagão pouco depois das 15 horas.  Ainda não se sabe as razões que levaram o sistema de fornecimento de energia elétrica cair. A queda começou em Salvador, às 1505, e seguiu célere por Feira de Santana, Camaçari, Campo Formoso... E agora?

2 comentários:

Paulo Benites disse...

É duro avaliar o que é mais bonito, a forma e a letra ou o conteúdo! O genial Diaféria era fera, e acertou com todas as letras no comentário sobre sua pessoa, abraços!!
Paulo Benites.

Anônimo disse...

Só faltou falar sobre as colunas em branco ou de receitas na Folha, quando da censura da ditadura civil-militar (1964-1985)que por aqui assolou-nos e que obrigava a escrever o que eles queriam. Abraços Assis.

POSTAGENS MAIS VISTAS