Seguir o blog

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

VIVA JOEL DOS SANTOS!

Ele nasceu como num dia como o de hoje, em 1957.
Ele não tira coco de pandeiro, não toca viola repentista, não faz verso de cordel, não toca rabeca triângulo ou zabumba, não dança lundu nem ciranda, não é palhaço de circo ou marcador de quadrinha junina; Também não é piadista como Chico Anysio, não faz graça como o velho Faceta, mas gosta de pastoril, tanto do sacro quanto do  profano. Sim, a rigor ele não faz parte do chamado universo da cultura popular, embora defenda tudo quanto é bom. Aliás, não à toa, fez Direito pra seguir reto da vida.
Armando Joel dos Santos é natural da cidade de São Vicente, SP a mais antiga do País.
É Corinthiano, de alma e ideias.
Mesmo sem ser o artífice da cultura popular, Joel reconhece a importância de artistas do povo como Patativa do Assaré. Para ele nomes como Otacílio Batista e Oliveira de Panelas são gênios da arte da cantoria.
Pois é, o moço tem bom gosto.
Joel nasceu no mês e ano em que a cantora carioca Maysa lançava a praça nacional, em disco de 78 voltas, o samba-canção Se todos Fossem iguais a Você de Tom e Vinícius. 
Pessoa simples e amada pelo povo da rua onde mora em Osasco, Joel jamais se fez de rogado por quem o procurasse ou procura, para ajudar seja do que for.
A música de Tom e Vinícius lhe cai como uma luva,  é o que acham seus amigos e admiradores.
Há 38 anos dividindo a sua vida com a enfermeira Gracilda Luciano, Joel diz que tem muito ainda a dividir.
Joel acredita em Deus e num mundo melhor.
Viva Joel!

PS: A montagem fotográfica que ilustra este texto feita por Darlan Ferreira, registra momentos de alegria de Joel com amigos.
Joel é um dos grandes frequentadores mais assíduos do Instituto Memória Brasil, IMB.

Um comentário:

Anônimo disse...

Só tenho a dar os parabens ao Joel, meu tio, porem meu pai de criacao. Eu Eduardo Cruz desejo saude, paz e bem estar por toda sua vida. Muita Luz!

POSTAGENS MAIS VISTAS