Seguir o blog

terça-feira, 15 de março de 2011

PARANAPIACABA E VALDECK DE GARANHUNS

Foi num dia 15 como o de hoje, só que de julho de 1945, pouco antes do fim da 2ª Grande Guerra, que Paranapiacaba passou a existir como estação ferroviária da velha São Paulo Railway, substituindo a Estação do Alto da Serra; e daí vila, povoação constituída basicamente por engenheiros ingleses contratados para manter a ferrovia criada pelo barão de Mauá.
A história é comprida.
No decorrer do tempo Paranapiacaba se transformou num distrito do município de Santo André, da região do Grande ABC, a mais ou menos 22 quilômetros da capital paulista.
Um paraíso, se melhor cuidado; mas já esteve em pior estado.
Horas antes de ser seqüestrado e morto por bandidos em janeiro de 2002, o prefeito Celso Daniel, de Santo André, assinou documentos de compra de Paranapiacaba, à época condenada completamente ao abandono.
O número de moradores fixos de Paranapiacaba, hoje, não passa de 1,1 mil pessoas.
Entre essas pessoas, se acha o mestre do teatro de mamulengos Valdeck de Garanhuns.
Estive em Paranapiacaba domingo passado.
Foi legal o passeio.
Andrea e os meninos Pedro e Marina adoraram, inclusive a neblina.
Na verdade, eu fui cumprir promessa de visita à casa de Valdeck Costa de Oliveira, de Garanhuns.
Promessa é compromisso.
Pois bem, a nova casa de Valdeck é bonita e enorme, de vários cômodos, que no século XIX foi habitada por engenheiros da rainha. Valdeck a reformou com cuidado, sem ferir um milímetro da planta original.
A casa ficou um brinco.
Mês que vem, ou no próximo, ela, a casa, abrigará um espaço cultural que, sugiro, leve o nome do próprio Valdeck, que ainda briga com a própria modéstia.
Nesse espaço serão ministradas oficinas de mamulengo, cordel, xilogravura etc.
Todos nós ganharemos com isso, inclusive a região do ABC (e D).
Sim, confesso: eu sou um entusiasta incorrigível da obra de Valdeck e da sua companheira xilógrafa e entalhadora de bonecos Regina Drozina.
A propósito, vocês já leram o livro Mitos e Lendas Brasileiros?
Viva Valdeck!

4 comentários:

francisco disse...

Paranapiacaba, minha região do ABC ,aqui citada pelo mestre Assis Ângelo. Waldeck, figura ímpar.
Valeu Assis!

Valdeck de Garanhuns disse...

Amigo Assis Ângelo

"Você é um escritor
amigo bom companheiro
no cenário brasileiro
sua obra tem valor
o que faz é com amor
a sua escrita é brejeira
urbana e hospitaleira
abrigando nas postagens
as mais belas personagens
da cultura brasileira.

Obrigado por você
me falar sem ter atalho
valorizar meu trabalho
que só o sensívei vê
eu digo isso porque
conheço bem sua luta
e sei que a nossa labuta
com amor edificamos
e as sementes que plantamos
darão sempre boa fruta.

A sua visita à Vila
de Paranapiacaba
foi um suco de mangaba
bebido jogando bila
que pra você não tem fila
aqui em nossa "mansão"
tem é aperto de mão
carinho, casa e festança
comida, bebida e dança
dentro do nosso cordão.

Parabéns amigo Assis
Ângelo da literatura
seja sempre a criatura
que é alegre e feliz
cante feito um concriz
que a sua vida é menina
a escrita é sua sina
e os amigos seu regaço
receba pois um abraço
de Valdeck e de Regina."

Anônimo disse...

Boa dia!
Sou Alaine Chagas , aluna do ultimo semestre de gestão de turismo no Instituto Federal de SP . Estou realizando como trabalho de conclusão de curso um audio-guia da vila de PArabapiacaba . Gostaria de saber se seria possível a disponibização do audio neste bolg. O trab seria doado. O intuito é de ofecer uma visita diferente , não so para visitantes , mas seria voltado para as pessoas com necessidades especias pdoerem conhecer um pouco da historia da vila , esse cantinhosingular da cidade de SP .
Fico no aguardo .
E-mail : alaine_chagas@yahoo.com.br

Agradeço pela atenção desde já,
Alaine Chagas ,

Anônimo disse...

Vixe!! levei foi um baita susto
lendo versos tão justos de Waldeck para Assis.

Figuras que não vejo faz tempo
mas graças a internet achei Assis e Waldeck ou seria Waldeck e Assis?

A ordem não Importa
A minha felicidade é saber que a cultura de verdade esta bem representada .

Tenho a honra de ter tomado umas e outras com essas duas feras entre cantorias e boas prosas.

Grande abraço aos dois !

Carlos Grilo .
Compositor paraibano!

POSTAGENS MAIS VISTAS